NOVO LOTE DE ENCOMENDAS - Telescópios e montagens estarão em pré-venda, a partir do dia 20 de Novembro a 20 de dezembro, para formarmos um lote de pedidos. Mais informações sobre o sistema de pré-venda, clique aqui.

PROMOÇÃO - Selecionamos alguns filtros da Optolong para oferecer um desconto de 7%. Compras com pagamento à vista ainda obtém um desconto extra de 5%.

C/2013 A1 Siding Spring: Características deste cometa

Informações relevantes sobre este cometa

O cometa Siding Spring, catalogado como C/2013 A1, é um cometa novato em nosso sistema solar. Está é a primeira vez que este ingressa dentro do sistema solar interior, e talvez nós não possamos vê-lo novamente durante um longo tempo. Calculos da sua órbita mostram, que o Siding Spring possue uma excentricidade maior que 1. Este número não pode parecer muito do ponto de vista numérico, mas do ponto de vista astronômico, este valor é extremamente alto. Fazendo uma breve comparação, o planeta-anão Plutão, possui uma órbita enormemente alongada em torno do Sol, mas sua excentricidade é de apenas 0.24. Ou seja, a órbita do Siding Spring é extremamente longa. Tão longa, que este cometa no seu afélio (ponto da órbita em que um corpo se encontra mais distânte do Sol) estará na longiqua nuvem de Öort. Tendo isso em mente, os astrônomos deduzem que este cometa seja um cometa de longo período, com um período que consista em centenas ou milhares anos, para que este complete apenas uma órbita em torno da nossa estrela. 

comparativo tamanho cometa
Imagem comparando o cometa Siding Spring ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko

O período exato do Siding Spring, não pode ser afirmardo com certeza mas sim, pode ser apenas estimado. Isto porque evidentemente, é a primeira vez que este cometa nos visita, e sobre este não sabemos quase nada. O C/2013 A1 possui um núcleo que está estimado entre 8 e 50 Km de comprimento e está viajando a uma velocidade de 35,417 Km/s. Crê-se que este cometa seja oriundo da nuvem de Öort, uma região hipotética do sistema solar, de forma esférica, localizada a aproximadamente 1 ano-luz de distância do Sol, onde estão dispostos neste local, bilhões de corpos congelados e quase inativos, restantes da formação do sistema solar e ejetados para os confins do sistema pela gravidade dos gigantes gasosos. Geralmente um corpo desta região é totalmente inérte. Mas quando uma estrela passa próxima a esta região, a sua gravidade acaba tumultuando este local, impelindo parte destes corpos gélidos para o interior do sistema solar. Quando estes atravessam a órbita de Júpiter, estes corpos passam a se tornar cometas, pois nesta distância, o calor provindo de nossa estrela é quente o suficiente para derreter e sublimar a água e outros materiais voláteis contidos no interior do núcleo do cometa, o qual depois são expelidos e formam a coma e a cauda gasosa e poeirenta do cometa. Atualmente, este cometa está a uma distância de 1,624 UA (243.600.000Km) da Terra e 1, 401 UA (210.150.000Km) do Sol. O periélio deste cometa (ponto da órbita de um corpo em que este apresenta a menor distância em relação ao Sol) será no dia 25 de outubro, onde ele estará a 1,399 UA (209.850.000Km) do Sol. Siding Spring, está transitando sobre a constelação de Ophiucus, com coordenadas de 17h 37m de ascensão reta e -24° 56' de declinação, e com magnitude aparente de 15,2 (magnitude relativamente maior que a do planeta-anão Plutão).

 

Leia antes:

C/2013 A1 Siding Spring: Pode este cometa colidir com o planeta Marte?
C/2013 A1 Siding Spring: Os olhos do mundo se voltam para este cometa

 

Dados, referências e informações: NASA, American Scientific Brasil e Heavens Above

Publicado por Israel Mussi

Produtos relacionados com este assunto

0 Comentar para "C/2013 A1 Siding Spring: Características deste cometa"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!