LOTE DE ENCOMENDAS ZWO - Prezados clientes informamos que entre os dias 20 de novembro a 05 de dezembro, abriremos um pequeno lote de encomendas da ZWO. Quem tiver interesse em adquirir alguma câmera ou acessório da marca ZWO este é o momento. 

Comunicado - Prezados clientes, não estou atendendo a chamadas para o telefone (62) 99632-9606. Por gentileza, para tirar dúvidas entre em contato através de mensagem de audio ou messagens através do whatsapp neste mesmo número.

Vanguard 1, o satélite que orbita a Terra a mais tempo

O USNRL (United States Naval Research Laboratory) lançou de um foguete Vanguard o satélite Vanguard 1(NORAD ID: 5 Int'l Código: 1958-002B) em 17 de março de 1958, às 12:15:41 UT, a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral (a NASA  somente foi criada em 29 de julho de 1958), na Flórida. Foi o sexto lançamento do Projeto Vanguard.
O veículo lançador Vanguard era um foguete de 3 estágios fabricado pela Glenn L. Martin Company, e  colocou o satélite Vanguard 1 em uma órbita elíptica de 654Km X 3.969km, com um período orbital de 134,2 minutos e com inclinação de 34,25º.
 

 

 
O Vanguard 1 foi o quarto satélite artificial lançado, depois do Sputnik 1 , o Sputnik 2 , e Explorer 1 e continua até hoje orbitando a Terra. Seus antecessores já reentraram na atmosfera.  O Vanguard foi o primeiro satélite a ser alimentado por energia solar.
 
 
No final de março de 1958, o presidente Eisenhower anunciou publicamente a intenção dos Estados Unidos para lançar uma nave espacial para a Lua. Ele assegurou a nação que esta não era ficção científica. O anúncio foi feito menos de 2 meses após o primeiro satélite dos EUA  atingir a órbita terrestre, o Explorer1. 
O Explorer 1 e o Vanguard 1 foram lançados como parte da participação dos Estados Unidos no Ano Geofísico Internacional (julho 1957 a dezembro de 1958).
 
O minúsculo satélite consistia de uma pequena esfera de alumínio com 15,2cm de diâmetro e pesava apenas 1,47Kg. Seu pequeno tamanho, em comparação com o do soviético  Sputnik I, causava risos e deboche do Premier soviético Nikita Khrushchev, chamando o Vanguard de “satélite  grapefruit”, um tipo de laranja americana. 
O satélite Vanguard 1 foi montado com um transmissor com potência de 10mW, transmitindo na frequência de 108MHz,  sendo alimentado por uma bateria de mercúrio. Também foi instalado outro transmissor com potência de 5mW, transmitindo na frequência de 108,03MHz,  sendo alimentado por seis painéis solares montados no corpo esférico do pequeno satélite. Também foram montadas seis pequenas antenas de rádio no satélite Vanguard 1.
 
O Vanguard I introduziu grande parte da tecnologia que foi aplicada em outros programas de satélites norte-americanos. Por exemplo, revelou-se que as células solares podem ser utilizadas durante vários anos para os transmissores de rádio. Células solares do Vanguard1 operaram por cerca de sete anos, enquanto  as baterias convencionais utilizadas para alimentar o outro transmissor sobreviveram por apenas 20 dias no espaço. O satélite cumpriu 100 por cento dos seus objetivos científicos previstos, realizando várias  descobertas.
Os cientistas embarcaram no satélite dois termistores (tipo de resistor cuja resistência varia significativamente com a temperatura) que mediram a temperatura no interior do satélite durante 16 dias, acompanhando a efetividade de sua proteção térmica.
O satélite Vanguard 1 supriu cientistas pesquisadores com uma extensa gama de informações sobre sua órbita, além de revelar dados importantes sobre a densidade da atmosfera superior. Vanguard 1 também confirmou que o diâmetro do planeta Terra é ligeiramente achatado nos polos em vez de um esfera  redonda.
 

 
Embora o transmissor do rádio alimentado por energia solar somente parou de transmitir em maio de 1964 (o último sinal foi recebido na estação de Mt Cotopaxi no Ecuador), o Vanguard1  continua a ser o mais antigo satélite ainda em órbita. Os sistemas de vigilância do espaço dos Estados Unidos ainda rastreiam a pequenina nave espacial.
A estimativa original calculou que sua órbita iria durar por até 2.000 anos, mas foi descoberto posteriormente que o arrasto atmosférico e os picos de atividade solar produziram perturbações significativas na altura do perigeu. Tais perturbações causaram uma significante queda na expectativa de vida espacial do satélite Vangurd 1 para apenas cerca de 240 anos.
Em 2008 foi comemorado os 50 anos do satélite. Nesta data, o satélite tinha orbitado a Terra 196.600 vezes.
 
Uma réplica do Vanguard 1 está em exibição no Kansas Cosmosphere and Space Center. Este satélite quase foi destruído no lançamento de 6 de dezembro de 1957, quando o foguete Vanguard TV3 explodiu no momento do  lançamento com transmissão televisionada para todo os Estados Unidos. Em 5 de fevereiro de 1958, outro Vanguard foi destruído, quando o foguete Vanguard TV3BU (Backup) explodiu 57 segundos depois de lançado.
 

0 Comentar para "Vanguard 1, o satélite que orbita a Terra a mais tempo"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!