Eventos Celestes Visíveis em Setembro 2016

No primeiro dia de setembro a África observa um Eclipse Solar Anular que não será visível no  Brasil.
Mercúrio se despede do céu do anoitecer no início do mês de setembro, terminando o espetáculo dos 5 planetas visíveis a olho nú. Mercúrio entra em conjunção inferior no dia 12 de setembro. O show celeste dos 5 planetas volta a acontecer a olho nú em julho de 2018, com os 5 planetas visíveis novamente no anoitecer.

Na segunda semana de setembro, Júpiter se despede do céu do anoitecer, entrando em conjunção superior no dia 26 de setembro.
A Luz Zodiacal (LZ) abrilhanta o início do mês de setembro. Infelizmente este espetáculo celeste não pode ser observado nas cidades.
Quem possuir uma luneta ou telescópio com mais de 150 mm de diâmetro poderá observar o planeta Netuno (Mag +7,8) que está em Oposição no dia 2 de setembro de 2016, sendo o melhor momento para a observação do último planeta do Sistema Solar.
A Lua cinérea abrilhanta os anoitecer no início do mês de setembro, visível até no feriado de 7 de setembro.

Nos dias 8 e 9 de setembro a Lua dá o show no céu com Marte, Saturno, Lua e a estrela Antares (Alpha Scorpii) 
No final do dia 8 de setembro quem possuir uma luneta ou telescópio poderá observar o X Lunar, com a Lua visível se pondo em cima do horizonte. 
A olho nú poderá ser observado um triângulo celeste da Lua, Saturno, Marte e Antares.
Na sexta-feira, 9 de setembro a Lua faz um Cruzeiro Celeste no zênite ao anoitecer com os planetas Marte, Saturno e a estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii).

 

No dia 22 é o Equinócio da Primavera no hemisfério sul e de Outono no hemisfério norte às 11:21hs no horário de Brasília. É o dia para observar o nascer e por do Sol que irá nascer exatamente a leste e se por exatamente no oeste.
No final do mês de setembro é o melhor momento para observar Mercúrio.
No nascer do dia 29 de setembro, a Lua com luz cinérea, iluminada somente 2% oculta Mercúrio no momento que estiver nascendo no horizonte.
Vai ser muito difícil a observação deste último fenômeno celeste de setembro de 2016 nas cidades.

 

TODOS OS HORÁRIOS SEGUEM A HORA DE BRASÍLIA.

 

1º de Setembro – Quinta-feira. 
Eclipse Solar Anulal - Não visível no Brasil !

 

 

O Eclipse Solar Anular, inicia no meio do Oceano Atlântico e passando pelo sul da África (abaixo da linha do Equador) e pela ilha de Madagascar, terminando no Oceano Índico. O ponto máximo do Eclipse Anular será na Tanzânia.
A Lua entra em Fase Nova às 06:03hs.

 

Aproveite esta época sem a Lua no céu para observar o fenômeno da Luz Zodiacal.
Na época de primavera no hemisfério sul a Luz Zodiacal é melhor visualizado após o anoitecer. 
A Luz Zodiacal também é conhecida como "Falso Anoitecer" ou "Falso Amanhecer".

 

Foto ESO

 
 

2 a 7 de setembro
Lua com Luz Cinérea.

 

 
Lua Cinérea observada da Estação Espacial Internacional (ISS).

 

2 de setembro - Sexta-feira.
Acontece o triângulo celeste de Mercúrio, Júpiter e da Lua com luz cinérea no anoitecer.
A Lua 2% iluminada estará próxima de Júpiter. 
Os astros estarão bem baixos no céu, se despedindo do céu do anoitecer, sendo necessário o horizonte oeste livre de obstáculos.

 

 

Netuno em Oposição.
Apesar de não ser visível a olho nú, é o melhor momento para observar com telescópios de grande abertura o último planeta do Sistema Solar que neste momento está na constelação de Aquário com magnitude +7,8.

 

 
Aproveite esta época sem a Lua no céu para observar o fenômeno da Luz Zodiacal.

 

3 de setembro - Sábado. 
Termina neste final de semana o show dos 5 planetas visíveis a olho nú, com Mercúrio se despedindo do céu do anoitecer.
A Lua com luz cinérea, iluminada 6% faz um triângulo celeste com os brilhantes planetas Vênus e Júpiter, terminando o espetáculo dos 5 planetas visíveis no anoitecer. 

 

 


4 de setembro – Domingo.
Lua iluminada 11% e com luz cinérea estará a 5,5º da estrela Spica (Alpha Virginis), visível no anoitecer até às 20:30 horas.
Termina o espetáculo dos 5 planetas visíveis a olho nú.

 

 


6 de setembro - Terça-feira.
O astronauta norte-americano Jeffrey Williams (Jeff Williams) retorna do espaço, totalizando 534 dias em órbita, sendo o astronauta norte americano com mais dias no espaço em 4 missões espaciais, sendo 3 missões de longa permanência na Estação Espacial Internacional (ISS) e 1 de curto prazo no ônibus espacial.

 

7 de setembro – Quarta-Feira.
Termina o espetáculo da Lua com Luz Cinérea.
A Lua estará iluminada 35% na constelação de Libra, formado por 4 estrelas principais em um formato de Quadrilátero.

 

 

8 de setembro – Quinta-feira.
Triângulo celeste da Lua, Marte, Saturno e Antares.

 

 

No final da madrugada a NASA lança a missão OSIRIS REx (Origins, Spectral Interpretation, Resource Identification, Security, Regolith Explorer)  rumo ao asteróide 101955 Bennu de meio km de diâmetro.
A Lua estará iluminada 44% , próxima do planeta Saturno. Os astros estarão distantes 3,5º.
Marte (Mag -0,1), Saturno (Mag +0,5), a estrela vermelha Antares (Alha Scorpii) e Lua fazem um triângulo celeste na constelação de Ofiúco, uma das 13 constelações zodiacais.
Antares brilha com magnitude +1,0 (quanto mais positiva, menos brilhante é o astro, quanto mais negativa, mais brilhante é o astro).
Será possível observar o X Lunar com lunetas e telescópios, sendo a última oportunidade boa de observação neste ano. No dia 6 de novembro a Lua estará baixa no céu noturno.
O X Lunar é uma pareidolia formada na Lua por várias crateras Blanchinus, La Caille, Purbach a ao lado está a famosa cratera Werner.

 

 
O próximo X Lunar de noite irá acontecer em 6 de novembro de 2016, com a Lua também baixando no horizonte oeste.

 

9 de setembro – Sexta-feira.
A Lua entra em fase crescente as 08:49hs da manhã, nascendo no céu na hora do almoço.

 

 

Noite do Cruzeiro no zênite!
Marte, Saturno, a estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii) e a Lua fazem um Cruzeiro Celeste no anoitecer acima da cabeça do observador.
A Lua estará iluminada 54%, abrilhantando o evento astronômico do final de semana.

 

 

 

12 de setembro – Segunda-feira.
Mercúrio em Conjunção inferior (Sol-Mercúrio-Terra).
O menor planeta do Sistema Solar volta a se observado no final do mês, no céu da madrugada na órbita dos planetas, sendo observado em outubro.
No dia 9 de maio de 2016, Mercúrio deu o show ao passar na frente do Sol no raro Trânsito Solar. Por causa das órbitas elípticas dos planetas e suas elongações não é sempre que isto acontece.

 

 


15 de setembro – Quinta-feira.
Lua muito próxima de Netuno.
Netuno não é visível a olho nú, o último planeta do sistema solar está com magnitude +7,8.
Com uma luneta e telescópio acima de 110 mm é possível observar um pontinho azul, na imensidão do universo.
Os astros estarão separados por 2,2º no início da noite.

 

 

Será possível observar o “Coelhinho da Lua”, inclusive no final de semana.

 


16 de setembro – Sexta-feira.
Lua Cheia às 16:05 horas.
Eclipse Penumbral da Lua não visível a olho nú.

 

17 de setembro – Sábado.
Lua nasce do lado direito do famoso Quadrilátero de Pégaso, formado pelas estrelas Markab, Algenib, Alpheratz e Scheat.
A Lua estará 97% iluminada

 

 


18 de setembro – Domingo.
O brilhante planeta Vênus estará próximo da estrela binária Spica (Alpha Virginis), visível no anoitecer a leste.
Apesar de ser uma estrela binária ela não pode ser observada com telescópios amadores. A segunda estrela está a somente 150 milhões de km da estrela principal.
Esta distância equivale a distância média da Terra e do Sol.
 
Lua próxima do planeta Urano na constelação de Peixes, os astros nascem por volta das 20 horas
A Lua nasce 5º abaixo de Urano, não visível a olho nú, com magnitude +5,7.
A Lua estará a direita do famoso Quadrilátero de Pégaso, 92% iluminada.
Lua no perigeu (Mais próxima da Terra), distante 361,896 km da Terra.
Em outubro de 2016, começam as 3 Super Lua consecutivas (16 de Outubro, 14 de Novembro e 13 de Dezembro).
Em 14 de novembro de 2016 teremos a “Super” Super Lua do ano e de décadas, com o nosso satélite natural chegando a 356.598 km da Terra.

 

21 de setembro – Quarta-feira.
Lua 87% iluminada próxima do Aglomerado das Plêiades (M45) na constelação de Touro na madrugada.
Na última hora do dia 21, a Lua nasce próxima da estrela vermelha Aldebaran (Alpha Tauri) com magnitude +0,8.

 

 


22 de setembro – Quinta-feira.
Equinócio de primavera no hemisfério sul e de outono no hemisfério norte às 11:21hs no horário de Brasília.
É o dia de observar o nascer e por do Sol, com o Astro Rei nascendo exatamente no ponto cardeal leste e se pondo exatamente no ponto cardeal oeste.
Somente nos dias dos Equinócios (Primavera/Outono) é que isto acontece. 

 

 

 

23 de setembro – Sexta-feira.
No início da madrugada, a Lua 52% iluminada nasce na região da constelação de Orion.
Lua em Fase Minguante às 06:56hs.

Mercúrio volta a ficar visível no céu do final da madrugada na órbita dos planetas na constelação de Leão.
 

 

 

25 de setembro – Domingo.
Lua com luz cinérea surge no início da madrugada no limite das constelações de Gêmeos e Câncer.
Começa a terminar o espetáculo da Luz Zodiacal.

 

26 de setembro – Segunda-feira.
Júpiter em Conjunção Superior (Terra-Sol-Júpiter).
O maior planeta do Sistema Solar volta a ficar visível no céu das madrugadas no meio do mês de outubro.

 

 

Lua iluminada 20% estará próxima do Aglomerado do Presépio (M44) na constelação de Câncer.

 

27 de setembro – Terça-feira.
Lua iluminada 12% na constelação de Leão, acima da estrela múltipla Regulus (Alpha Leonis).
A estrela é uma das 4 estrelas reais da antiguidade e marcava o início da estação.

 

28 de setembro – Quarta-feira.
Lua iluminada 6% na constelação de Leão, abaixo da estrela Regulus (Alpha Leonis).
Mercúrio na máxima elongação, a 18º do Sol.
É o melhor momento para observar Mercúrio.

 

 


29 de setembro – Quinta-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 2% oculta Mercúrio na constelação de Leão assim que nasce no horizonte.
Vai ser muito difícil a observação deste fenômeno celeste !
 

 

30 de setembro – Sexta-feira.
Lua Nova às 21:11 horas.
Termina a histórica Missão Rosetta, com a tentativa de pouso da sonda no cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko. No dia 5 de setembro a ESA anunciou que foi encontrado o local exato do pouso do lander Philae, com uma foto.
A Missão Rosetta termina depois de 12 anos. A Rosetta demorou 10 anos para chegar no cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko.

 

 



Boas Observações no céu estrelado da primavera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por Israel Mussi

Produtos relacionados com este assunto

0 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Setembro 2016"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!