Eventos Celestes Visíveis em Outubro 2016

A Lua irá dar o show durante todo o mês de outubro de 2016, primeiro passando pelos planetas Vênus, Saturno, Marte no início do mês e com luz cinérea e depois com a  primeira das 3 Super Luas do ano de 2016 , que irá acontecer no dia 16 de outubro.
Aproveite para observar com binóculos, lunetas e telescópios o planeta Urano (Mag +5,7) que estará em Oposição no dia 15 de outubro. O penúltimo planeta do Sistema Solar não pode ser observado a olho nu. No dia seguinte, 16 de outubro a Missão ExoMars lança a sonda Schiaparelli rumo ao planeta Marte.

 

A Chuva de Meteoros Orionídeos, tem o pico no dia 21 de outubro,  com taxa baixa de somente 15 meteoros/hora. A Lua atrapalha a observação dos meteoros vindos do Cometa Halley. Esta chuva está ativa do dia 2 de outubro até 7 de novembro.
A estrela vermelha Antares, Vênus e Saturno irão dar o show celeste no início da noite no final do mês de outubro.
No dia 27 de outubro, Antares, Vênus e Saturno fazem uma “linha celeste”, com Saturno começando a se despedir do céu do anoitecer.
A linda Lua com luz cinérea abrilhanta as últimas madrugadas de outubro.
 

TODOS OS HORÁRIOS SEGUEM A HORA DE BRASÍLIA, INCLUSIVE COM A MUDANÇA PARA O HORÁRIO DE VERÃO NO DIA 16 DE OUTUBRO.

 

1 de outubro – Sábado.
Mercúrio com magnitude +0,1 visível por um breve momento antes do amanhecer.
O menor planeta do Sistema Solar começa a se despedir do céu do amanhecer.

 

 

2 a 7 de outubro – Lua com luz cinérea.
 

3 de outubro – Segunda-feira.
Lua iluminada 7% ao lado do planeta Vênus (Mag -3,9) na constelação de Libra.

 

 


4 de outubro – Terça-feira.
World Space Week (Semana Mundial do Espaço).

 

 
Várias atividades astronômicas e astronáuticas irão acontecer em todo o Brasil durante o dia 4 a 10 de outubro.
http://www.worldspaceweek.org/events/
A World Space Week é uma Celebração Internacional, oficialmente estabelecida pelas Nações Unidas (ONU) desde 1999, 
A World Space Week (WSW) tem por objetivo:
• Despertar os jovens para a ciência;
• Incentivar a cooperação internacional relativa a educação e divulgação da Astronomia, Astronáutica e Ciências Afins;
• Educar as pessoas ao redor do mundo sobre os benefícios que elas recebem a partir do espaço;
• Incentivar a utilização do espaço para o desenvolvimento econômico sustentável;
• Demonstrar apoio público para os programas espaciais.
Cadastre o seu evento astronômico, astronáutico, educacional e promova a Educação Científica, a Exploração do Espaço e a Astronomia !
Na noite de início da WSW 2016, a Lua estará na constelação de Libra, próximo da estrela Zuben ElAkrab (Gamma Librae), a estrela menos brilhante do Quadrilátero de Libra, com magnitude +3,9 
A Lua nesta noite estará no apogeu, distante da Terra, 406.096 km, se pondo por volta das 20 horas, iluminada 13%.

 

 

5 de outubro – Quarta-feira.
A Lua com luz cinérea está abaixo do planeta Saturno.
A Lua faz um triângulo celeste com Saturno e Antares (Alpha Scorpii), uma estrela vermelha gigante, distante mais de 500 anos luz da Terra brilhando no céu com magnitude +1,0.
A Lua está iluminada 20%, podendo ser observada até às 21 horas.

 

 
A Lua estará na constelação de Escorpião e o planeta dos anéis, Saturno estará na constelação de Ofiúco. 
O brilhante planeta Vênus estará do lado da estrela binária Zubenelgenubi (Alpha Librae) com magnitude +2,7.
Zubenelgenubi apesar de ser a estrela alfa é mens brilhante que Zubeneschamali (Beta Scorpii), com magnitude +2,6, uma das estrelas do Quadrilátero de Libra.

6 de outubro – Quinta-feira.
A Lua iluminada 29% estará acima do planeta Saturno na constelação de Ofiúco, uma das 13 constelações zodiacais.
A Lua estará próxima da estrela binária Sabik (Eta Ophiuchi).
A Lua faz um triângulo celeste com Saturno e Antares (Alpha Scorpii), uma estrela vermelha gigante, distante mais de 500 anos luz da Terra brilhando no céu com magnitude +1,0.
Saturno e a Lua se põem por volta das 22 horas.

 

 

7 de outubro – Sexta-feira.
Final da observação da Lua com luz cinérea. A Lua estará na constelação de Sagitário, abaixo do planeta vermelho, Marte.

 

 

8 de outubro – Sábado.
Lua no lado do planeta Marte (Mag +0,1) na constelação de Sagitário.
A Lua e Marte se põem antes da meia noite.
Saturno se põe por volta das 21:30 horas.

 

 

9 de outubro – Domingo.
Lua em Fase Crescente às 01:33.
Neste momento a Lua não estará visível no céu do Brasil.
O nosso satélite natural baixou no céu 1 hora antes.
 
10 de outubro – Segunda-feira.
Final da Semana Mundial do Espaço (World Space Week).
 
10 anos atrás o Brasil estava no espaço. Em 29 de março de 2006, com o astronauta Marcos Pontes sendo lançado ao espaço a bordo da nave Soyuz TMA-8 por um foguete Soyuz FG.
O primeiro astronauta brasileiro entrou na Estação Espacial Internacional (ISS) em 1º de abril de 2006 e retorno do espaço no dia 8 de abril de 2006.

A Lua estará iluminada 67% na constelação de Capricórnio.
A constelação de Capricórnio tem várias estrelas binárias.
A Lua a noite estará próximas das duas estrelas mais brilhantes (e binárias) da constelação Algedi (Alpha Capricornii) e Dabih (Beta Capricorni).
A Lua estará visível no céu do anoitecer em cima de sua cabeça.

 

 

11 de outubro – Terça-feira.
Mercúrio e Júpiter em Conjunção na constelação de Virgem, onde também está o Sol.
Dificilmente o espetáculo poderá ser observado. Os dois astros estarão muito baixos no céu no horizonte leste no final da madrugada.
Mercúrio começa a se despedir do céu da madrugada na órbita dos planetas. No dia 27 de outubro Mercúrio entra em conjunção com o Sol, voltando a ser visível no céu no anoitecer do mês de novembro.

 

12 de outubro – Quarta-feira..
Lua iluminada 86% na constelação de Aquário ao lado do planeta Netuno (Mag +7,8).
O ideal é a observação com um telescópio acima de 150 mm, o observador irá ver um ponto bem azulado, sem nenhum detalhe visível. Netuno não pode ser observado a olho nu.

 

 

14 de outubro – Sexta-feira.
A Lua 97% iluminada estará a direita do famoso Quadrilátero de Pégaso, formado pelas estrelas Markab (Alpha Pegasi), Algenib (Gamma Pegasi), Alpheratz (Alpha Andromedae) e Scheat (Beta Pegasi), todas com magnitude +2. 
O Quadrilátero de Pegasus não é em si uma constelação e sim um asterismo, que são desenhos feitos com as estrelas mas que não são constelações oficiais.
No caso, o Quadrilátero (quase perfeito no céu) pertence à duas constelações do norte: Pegasus e Andromeda.

15 de outubro – Sábado.
Urano em Oposição, brilhando no céu com magnitude 5,7 e distante da Terra 2,8 bilhões de km.
A Lua estará a 2,3º de Urano que não é visível a olho nu.
Noite de Lua “Quase Cheia”.
Aproveite para observa o “Coelhinho da Lua” no final de semana. 

 

16 de outubro – Domingo. (Início do Horário de Verão 2016-2017 com Super Lua).
 
Júpiter começa a ser observado no céu do final da madrugada na constelação de Virgem.
O maior planeta do Sistema Solar estará próximo da estrela Porrima (Gamma Virginis).
A noite a primeira das 3 Super Luas de 2016 !
A Lua estará em Fase Cheia às 1:23 da madrugada com a Lua no alto do céu na constelação de Peixes.
Na noite do dia 16, a Lua estará às 357.860 km às 21:34 no Horário de Verão !
Início do Horário de Verão 2016-2017.
O horário de Verão por decreto começa sempre no terceiro domingo do mês de outubro e vários estados do Brasil modificam o seu fuso horário !
O planeta Urano estará em Oposição, é a melhor época para observar Urano com binóculos, lunetas e telescópios.
Urano está no limite de observação visual, mas com a Poluição Luminosa é impossível observar Urano em cidades. Somente em locais remotos da Terra e sem a Lua no céu é possível observar Urano a olho nu com muita dificuldade. Urano está com magnitude +5,7.
 
A missão ExoMars lança a sonda Schiaparelli  rumo ao planeta vermelho, Marte No dia 19 de outubro a Schiaparelli tenta o pouso em Marte.


18 de outubro – Terça-feira.
Lua na constelação de Touro, nascendo a leste 87% iluminada na última hora do dia.
Lua estará entre as estrelas Ain (Episilon Tauri) e Aldebaran (Alpha Tauri), na região do Aglomerado das Híades.
Ain é uma estrela binária e brilha com magnitude +3,5 e a estrela vermelha Aldebaran brilha com magnitude +0,8.
Na esquerda estará o famoso aglomerado das Plêiades (M45), o popular sete estrelos ou 7 carneirinhos. A Lua ainda muito iluminada dificulta a observação com instrumentos astronômicos.
Na América do Norte e América Central, a Lua oculta a estrela vermelha Aldebaran (Alpha Tauri).

 

19 de outubro – Quarta-feira.
A sonda Schiaparelli tenta pousar em Marte, entrando na atmosfera marciana a 21.000 km/h,  desacelerar usando a técnica de aero frenagem e um para-quedas, e depois de freio com o auxílio de um sistema de propulsão antes de aterrar na superfície do planeta vermelho.

20 de outubro – Quinta-feira.
O brilhante planeta Vênus ao lado da estrela binária Dschubba (Delta Scorpii) na constelação de Escorpião.
O nome Dschubba é uma derivação de uma frase em árabe significando "testa do" (jabhat) do escorpião.
 
Por estar próxima da eclíptica, a estrela Dschubba é ocasionalmente ocultada pela Lua , ou (muito raramente) por planetas.

21 de outubro – Sexta-feira.
Pico da Chuva de Meteoros Orionídeos, com taxa baixa de somente 15 meteoros/hora no zênite (em cima da cabeça), segundo as informações do IMO (International Meteor Observation).

 

A chuva de Meteoros Orionídeos está associada a passagem da Terra pela órbita do famoso Cometa Halley. São meteoros bem rápidos viajando no céu a 66 km/s ou 237.600 km/h. 
Esta chuva de meteoros está ativa do dia 2 de outubro até 7 de novembro.
A constelação de Orion nasce por volta da meia noite e a Lua irá nascer uma horas depois na constelação de Gêmeos, atrapalhando bem a observação dos meteoros.
No final da madrugada, o brilhante planeta Júpiter surge a leste.
A melhor chuva de meteoros do ano, a Chuva Geminídeos com o pico em 14 de dezembro terá a Lua Cheia no céu em 2016, arruinando a observação, além da “Maldição do Telescópio” nas noites de verão, temporada das chuva.


22 de outubro – Sábado.
A Lua nasce no meio da madrugada na constelação de Gêmeos, ao lado das brilhantes estrelas Castor (Alpha Gemini) e Pollux (Beta Gemini), as estrelas que representam a cabeça dos gêmeos são sistemas binários por isto brilham forte no céu, com magnitude +1.
Ao lado dos gêmeos estará a estrela Procyon, uma das estrelas mais brilhantes do céu.
Procyon (Alpha Canis Minoris) é uma estrela binária e brilha no céu com magnitude +0,38, sendo a 9º estrela mais brilhante do céu, a estrela mais brilhante do céu aparece uma hora depois das 6 da manhã, o nosso Sol !
Nunca mire binóculos lunetas e telescópios para o Sol sem o filtro solar !
O dano na retina por causa da forte concentração de luz é permanente ! 
 
A Lua entra em Fase Minguante às 16:14.  A Lua não estará mais visível no céu neste momento. O nosso vizinho sideral irá se por por volta do meio dia no último sábado de outubro de 2016.

 

23 de outubro – Domingo.
A Lua estará nascendo no meio da madrugada,  iluminada 45% na constelação de Câncer, próxima do famoso Aglomerado do Presépio (M 44) com magnitude +3.

24 a 29 de Outubro – Lua com Luz Cinérea no final da madrugada.
 
Lua com Luz cinérea nascendo no espaço. Foto registrada da Estação Espacial Internacional (ISS). Neste momento a ISS estará iniciando a histórica Expedition 50.

24 a 31 de outubro – Triângulo celeste a partir do anoitecer com Vênus, Saturno e da estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii).
 

24 de outubro – Segunda-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 35% no limite das constelações de Câncer e Leão.

25 de outubro – Terça-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 25% ao lado da estrela múltipla Regulus (Alpha Leonis), visível no final da madrugada. Duas estrelas podem ser facilmente observadas com binóculos e lunetas de pequena abertura.

27 de outubro – Quinta-feira.
Alinhamento Celeste de Vênus, Saturno e Antares, visível no anoitecer.
Saturno começa a se despedir do céu do anoitecer. O planeta dos anéis entra em conjunção superior (Terra-Sol-Saturno) no dia 10 de dezembro de 2016.
 
A estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii), o brilhante planeta Vênus e o planeta Saturno fazem uma “linha celeste”, visível no início do anoitecer. 
Os astros se despedem do céu antes das 21 horas no horário de verão brasileiro.
Os astros estarão distantes 3º em distância angular.
Vênus (Mag -4,0) e Saturno (Mag +0,5) estarão na constelação de Ofiúco, uma das 13 constelações zodiacais.
Mercúrio em Conjunção Superior (Terra-Sol-Mercúrio). O menor planeta do Sistema Solar volta a ser observado no meio do mês de novembro ao anoitecer.

28 de outubro – Sexta-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada somente 5% do lado do planeta Júpiter.
 
A Lua estará ao lado da estrela binária Porrima (Gamma Virginis) com magnitude +3,4.
Com o brilho solar dificilmente Porrima poderá ser observado a olho nu.
Os astros nascem a leste no final da madrugada, junto com os primeiros raios do início do amanhecer.

29 de outubro – Sábado.
Lua com luz cinérea, iluminada somente 2% e nascendo junto com o início do amanhecer.
Triângulo Celeste de Vênus, Saturno e da estrela Antares (Alpha Scorpii) no último final de semana de outubro de 2016.

 

30 de outubro – Domingo.
Lua Nova às 14:38.
Vênus acima de Saturno, visível no céu no início do anoitecer na constelação de Ofiúco, uma das 13 constelações zodiacais.
Últimos dias para observar Saturno.
Vênus ao contrário está mais alto no céu a cada dia e brilhado mais até o Carnaval de 2017, parecendo uma “Lanterna Celeste” no final de ano e no carnaval, nestes momentos no anoitecer.
Marte e Júpiter também estarão mais alto no céu na órbita dos planetas.
Júpiter a cada dia nasce mais cedo da madrugada na
órbita dos planetas.

31 de outubro – Segunda-feira.
Lua no Apogeu, mais distante da Terra.
No final da tarde a Lua estará a 406.662 km da Terra.
A lua estará com Luz Cinérea, iluminada somente 1% e dificilmente será observada junto com o anoitecer.

 

 

Boas observações do céu na Primavera.

 

Publicado por Israel Mussi

6 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Outubro 2016"

Sheyla Em 29 Nov 2016
Vi algo semelhante a uma estrela, num tamanho bem maior que as outras - a olho nu - no sábado à noite, por volta das 19:30hs. Cresceu bastante, imóvel no céu, e depois sumiu num episódio que não durou mais que 15 segundos. Responder este comentário
Denise Em 03 Nov 2016
Gente, alguém sabe dizer o q era aquele corpo celeste/estrela, q brilhava intensamente ao lado esquerdo (d quem olha) de Vênus, nessa semana q passou? Pois até onde sei é comum ele estar acompanhado de outra luz brilhante, do lado direito, mas nessa semana identifiquei uma terceira luz, mas estranhamente durou apenas nao mais q quatro dias creio eu. Alguém sabe o q significa? Responder este comentário
Denise Em 03 Nov 2016
Fiquei curiosa pra saber o q significa: semana passada um terceiro corpo celeste/estrela (não sei) bem ao lado (esquerdo de qm olha) de Vênus, formando então como q um grupo de três estrelas, num lugar q só é comum as duas mais brilhantes, Vênus e outra à direita. Porém ficou nitidamente visível por apenas menos de uma semana. Depois desapareceu!o q pode ser isso???alguém tem essa informação? Obrigada se puderem me esclarecer, pois fiquei muito curiosa Responder este comentário
Mauricio Em 01 Nov 2016
hoje 31-10-16 as 23h vi uma luz no céu que não era oriunda de aeronave, não poderia ser de estação espacial nem de satélite, pois a sua intensidade demandaria muita energia, então só pode ser um evento astronômico que não sei definir. brilhou 3 ou 4 vezes mais que Vênus e seu tamanho foi proporcional. brilho durou por aproximadamente 10 ou 15 segundos e foi diminuindo até sumir. próximo a constelação de Pavo, IndusCorona Australis. Alguém pode me ajudar? mauricio.capistrano@terra.com.br Responder este comentário
Sheyla Em 29 Nov 2016
Curiosa também pq vivi uma experiência parecida.
Jefferson Costa Em 31 Oct 2016
De fato Vênus estava esplendidamente brilhante nesta noite. EStava com dúvidas se era Vênus ou Marte, mas vocês esclareceram. Obrigado! Responder este comentário

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!