A partir do dia 01 de maio de 2017 até às 23:59hs do dia 30 de maio de 2017, a Loja Tellescópio Acessórios estará realizando uma promoção relâmpago. Será concedido um desconto de até 25% nas câmeras CCD, CMOS e alguns acessórios que levam as marcas QHYCCD e ZWO Optical. Clique aqui e saiba mais!

 

Eventos Celestes Visíveis em Maio 2016

Entramos no outono, uma das melhores épocas para a observação. Com as noites amenas, a observação celeste é prazerosa e no mês de maio irão acontecer vários eventos celestes interessantes e a maioria deles irão acontecer nos finais de semana.
Júpiter (Mag -2,2), Marte (Mag -1,5)  e Saturno (Mag 0) continuam dando o show celeste logo no início da noite. Júpiter está na constelação de Leão, Marte na Constelação de Escorpião e Saturno na constelação de Ofiúco. 

 


Os primeiros eventos celestes interessantes serão a Luz Zodiacal, a Lua com Luz Cinérea e a Chuva de Meteoros Eta-Aquáridas, abrilhantando o espetáculo nas noites de final da madrugada.
 

 

No dia 5 de maio é o dia pico da chuva de meteoros Eta-Aquarídeas, uma das melhores chuva  de meteoros de todos os anos e neste ano de 2016,  a Lua, 3% iluminada no dia do pico  não irá atrapalhar na observação.
Após a Lua Nova no dia 6 de maio, nos dias 8, 9, 10 e 11 de maio, a Lua com luz cinérea será visível ao anoitecer.
Na segunda-feira, 9 de maio, teremos raro o Trânsito do planeta Mercúrio pelo disco solar, mas este espetáculo não pode ser observado a olho nu, somente com lunetas e telescópios que devem obrigatoriamente estar equipados com filtro solar para a observação do espetáculo. Mercúrio mede 1/153 do disco solar.

 

 

No sábado, 14 de maio, sábado, é o International Astronomy Day,  uma celebração de astrônomos em contemplarem o céu em todo o mundo.
No dia 15 de maio, acontece a conjunção do brilhante planeta Júpiter com a Lua na constelação de Leão.
Nos dias 21 e 22 de maio, a Lua vai estar em conjunção com os planetas Marte e Saturno, formando um triângulo celeste.
O brilhante planeta Marte estará em oposição no dia 22 de maio. É a melhor época para observar o planeta vermelho e no dia 30 de maio, Marte estará mais próximo da Terra, distante 75 milhões de km.

 

 

A partir do dia 26 de maio, a Lua ilumina o céu. No dia 29, a Lua entra em Fase Minguante.
No dia 30 de maio, o planeta Marte estará mais próximo da Terra e é a semana da Oposição do planeta Saturno.


Durante o mês de Maio a Loja Tellescópio Acessórios oferecerá as câmeras da ZWO Optical com preço reduzido, aproveitem a oportunidade para adquirir uma câmera para realizar astrofotografias: www.tellescopio.com.br/astrofotografia/zwo-cameras

 

Câmeras ZWO




TODOS OS HORÁRIOS ESTÃO NA HORA DE BRASÍLIA.



1º de maio – Domingo.
A Lua iluminada 38% estará com luz cinérea, visível a partir da 1 da madrugada na constelação de Capricórnio. 

 

 

Aproveite para observar em locais sem Poluição Luminosa (P.L.) a Luz Zodiacal.
O fenômeno da Luz Zodiacal é causado pela luz solar refletida em "micro-poeira" interplanetária no plano do sistema solar. 
São partículas que possuem dimensões da ordem de 1 a 350 mícrons, e são provenientes de detritos de cometas e micrometeoróides, que possivelmente são originários da formação do Sistema Solar. 

Para observar a Luz Zodiacal, escolha uma noite escura, sem a Lua no céu, com céu limpo e longe de Poluição Luminosa (PL), com boa visada dos horizontes horizonte leste e oeste. 
E cerca de 1 a 2 horas após o pôr do Sol, ou antes do nascer do Sol. Olhe para o oeste após o por do Sol e para o leste antes do nascer do Sol.
A maioria das pessoas em cidades nunca observou a Luz Zodiacal (L.Z.) porque seu brilho é muito fraco. 
Um céu extremamente escuro e sem o brilho lunar é necessário.
O observador irá ver a Luz Zodiacal com um brilho difuso (tipo uma névoa), como um cone de formato triangular e com cor esbranquiçada que se estende a partir do horizonte (ao longo da eclíptica - linha imaginária no céu onde passa o Sol e próximo, os planetas) até o alto do céu. 

As melhores datas para observar a Luz Zodiacal é quando a eclíptica está quase vertical no horizonte, nas épocas dos dias do outono e dos dias das primavera.
Para o hemisfério sul as melhores datas de observação são: 23 de março (Equinócio de Outono) a 8 de maio, e de 6 de agosto a 21 de setembro (Equinócio de Primavera). 
No outono no hemisfério sul a Luz Zodiacal é melhor observada antes do amanhecer.

 

3 de maio – Terça-feira.
No mês de maio de 2016, o Sol vai dar o espetáculo no dia 9 de maio, com o raro Trânsito do planeta Mercúrio.
Mas, com o Sol, não se brinca em observação solar astronômica!
Uma série de detalhes são necessários para observar o Sol com instrumentos astronômicos.

 

5 de maio – Quinta-feira.
Pico da Chuva de Meteoros Eta-Aquarídeas, uma das melhores chuva de meteoros do ano.
Esta chuva de meteoros é originária do famoso cometa Halley que há 30 anos, em 1986, passou próximo de nós.

 

 
A constelação de Aquário estará visível a leste a partir das 2 da madrugada. É esperado no dia do pico até 40 meteoros/hora, podendo surpreender com 85 meteoros/hora, segundo a IMO (International Meteor Organization).
O melhor horário de observação será às 4 da madrugada, quando a constelação de Aquário estiver mais alta no céu, mas a partir do início da madrugada na região nordeste e por volta das 2 da madrugada na região sudeste e para o restante do Brasil.
Não é preciso luneta ou telescópio para observar qualquer chuva de meteoros. A observação é visual e os brilhantes meteoros da chuva Eta-Aquarídeas, irão riscar o céu a 66 km/s ou 237.600 km/h.
A lua não irá interferir na observação, pois estará iluminada somente 3% e com luz cinérea, nascendo no final da madrugada e abrilhantando o espetáculo. A chuva Eta-Aquarídeos está ativa de 19 de abril a 28 de maio.
Apesar de não estar visível a olho nu, o planeta Urano (Mag +5,9), estará a 4 graus acima da Lua.
A Lua com luz cinérea, estará no perigeu, mais próxima da Terra, distante 357.000 km.

 

6 de maio – Sexta-feira.
Lua Nova às 16:29 horas.

 

8 de maio – Domingo. 
Último dia favorável para a observação da Luz Zodiacal, melhor observada no final da madrugada. 
Nesta madrugada também poderá ser observada a Chuva de Meteoros Eta-Aquarídeas, mas com a taxa horária menor em relação ao dia do pico.
No anoitecer, a Lua 6% iluminada estará com luz cinérea na constelação de Touro. 

 

Caption



9 de maio – Segunda-feira.
Mercúrio em Conjunção Inferior (Sol-Mercúrio-Terra).


 

trânsito de mercúrio 2003

 
Trânsito do planeta Mercúrio pelo Sol, (Não visível a olho nu e não olhe para o Sol!).
Com luneta e telescópio é necessário o Filtro Solar adequado. 
O forte brilho solar observado em binóculo, luneta e telescópio sem o filtro solar causa cegueira permanente! A retina não sente dor!

Utilize a técnica da astrofotografia para registrar o Trânsito de Mercúrio, é muito mais seguro.
Um ditado popular dos astrônomos diz tudo: Com o Sol não se brinca em astronomia.
No disco solar cabem lado a lado 158 planetas Mercúrio, então você irá observar com lunetas ou telescópios com o filtro solar um pequeno “pontinho” passando pelo Sol.
O show celeste começa por volta das 8 da manhã e terá uma duração aproximada de 7 horas e 30 minutos.
O próximo trânsito de Mercúrio será em 11 de novembro de 2019, depois, somente em 2039.
Lua com luz cinérea ao anoitecer, iluminada 13% na constelação de Orion.
A linda constelação de Orion, onde está localizada as populares 3 Marias, está se despedindo do céu do anoitecer. 
Aproveite para observar com binóculos lunetas e telescópios a Nebulosa de Orion (M42), onde está localizada a estrela Hatsya.

 

 
A constelação de Orion volta a ficar visível em agosto, agora no final das madrugadas frias de inverno.

 

10 de maio – Terça-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 21% na constelação de Gêmeos.

 

11 de maio – Quarta-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 31% na constelação de Câncer.
A Lua estará abaixo (em distância angular) do Aglomerado do Presépio (M44).



13 de maio – Sexta-feira. 
No momento que a Lua estiver nascendo a leste, por volta das 14 horas, o nosso satélite natural estará entrando na Fase Crescente.
A Lua pode ser observava sem problemas de dia, com binóculos, lunetas e telescópios.

 

 
Lua próxima da estrela múltipla Subra (Omicron Leonis) e Regulus (Alpha Leonis), e com luneta ou telescópios é possível observar as duas estrelas. Regulus tem magnitude +1,3.

 

 
A Lua estará iluminada 52% a noite e isto prejudica a observação da chuva de meteoros Eta-Scorpídeas, com taxa baixa de 5 meteoros/hora. Talvez tenha sorte de ver algum meteoro, onde estão localizados os planetas Marte e Saturno, na constelação de Escorpião.

 

14 de maio – Sábado. (International Astronomy Day).
Conjunção do planeta Júpiter (Mag -2,1) com a Lua na constelação de Leão.

 

 
O Dia Internacional da Astronomia é um evento anual que destina a fornecer um meio de interação entre o público em geral e os entusiastas da astronomia, grupos de astronomia,  sociedades astronômicas locais e profissionais da área.
O tema do Dia Internacional da Astronomia de 2016 é "Trazer Astronomia para o povo", e neste dia especial da astronomia organizações em todo o mundo irão planejar eventos especiais em planetários, museus e observatórios.
As 4 luas galileanas estarão visíveis com lunetas ou telescópios. A lua Calixto será ocultada por Júpiter, em seguida a Grande Mancha Vermelha (GMV) estará visível e depois a lua Io é ocultada por Júpiter.

 



15 de maio – Domingo. 
Conjunção de Júpiter com a Lua na constelação de Leão. A lua estará iluminada 72% na constelação de Leão.
Reúna a Família para observar o céu. 

 

 
Novamente Júpiter dá o show, mas o espetáculo de suas luas e a GMV somente pode ser observado com lunetas e telescópios.
As 4 luas galileanas e a GMV estarão visíveis no início da noite.
Antes das 22 horas, a Lua Io faz um Eclipse em Júpiter.
No final do dia a lua Europa se aproxima de Io, observada da Terra.


 

 

18 de maio – Quarta-feira.
Lua 92% iluminada, próxima da estrela Spica (Alpha Virginis).
A Lua esta noite estará no apogeu, mais distante da Terra.
Como a Lua atravessa a órbita elíptica ao redor da Terra a cada mês, a sua distância varia em torno de 10%, entre 356.000 km e 405.000 km. Com isto o brilho também varia um pouco, a Lua parece um pouco menos brilhante quando se está mais longe da Terra.

 

20 de maio – Sexta-feira.
A Lua estará iluminada 98%, dentro do quadrilátero de Libra, na constelação de Libra.
A Lua faz um triângulo celeste com os planetas Marte (Mag -2,0) e Saturno (Mag 0).
Marte estará na constelação de Escorpião, próximo em distância angular da estrela binária Acrab (Beta Scorpii) e da estrela Dschubba (Delta Scorpii).
Saturno estará abaixo, na constelação de Ofiúco.

 

 

21 de maio – Sábado.
Triangulo celeste da Lua, Marte e Saturno no anoitecer.
Mercúrio (Mag +3,2), o menor planeta do Sistema Solar começa a ficar visível a leste, antes do nascer do Sol. Visível com o horizonte leste livre de obstáculo às 05:30hs da madrugada.
Mercúrio é o planeta que mais rápido faz a “Dança dos Planetas”. A cada dia que passar, Mercúrio estará mais alto no céu até o final do mês.

 

 

Neste momento, no final da madrugada, a Lua, Marte (Mag -2,0) e Saturno (Mag 0) estarão se pondo a oeste.
Lua entra em Fase Cheia às 21:15.
A noite, Lua estará na constelação de Escorpião, onde também se encontra o planeta Marte. 
Os astros estarão separados por 6º em distância angular.
A Lua, Marte e Saturno estarão fazendo no céu um triângulo celeste. O planeta Saturno estará um pouco distante, separado 11º em distância angular da Lua.

 

 

A estrela binária Antares (Alpha Scorpii) entra de “penetra” no show espacial dos planetas Marte, Saturno e da Lua. A estrela vermelha brilha com magnitude +1. Se for considerar Antares, os astros estarão fazendo um Quadrado celeste no céu.

 

22 de maio – Domingo. 
Marte em Oposição.

 

 

O planeta vermelho estará na linda constelação de Escorpião, muito brilhante, iluminado com magnitude -2,06, e distante da Terra 76 milhões de km. 
Quando qualquer astro estiver na época da Oposição, sua distância em relação à Terra é mínima. 
No dia 30 de maio de 2016, a Terra irá chegar a 75 milhões de km de Marte, a menor distância neste ano, em 27 de julho de 2018, Marte irá chegar a somente 57 milhões de km de distância.

Quando está na Oposição, a Terra rapidamente se aproxima e se afasta de Marte na orbita dos planetas, e assim Marte fica bem brilhante no céu por algumas semanas.
Neste momento, Marte se torna o quinto astro mais brilhante do céu, perdendo em magnitude aparente para os planetas Júpiter (Mag -2,0) e Vênus (Mag -3,9), para a Lua (magnitude oscila todo o dia por causa das fases) e para o Sol (Mag -26.7), o astro mais brilhante do céu.
Nesta época da Oposição, Marte está brilhando mais que a estrela mais brilhante do céu noturno, a estrela Sirius (Alpha Canis Majoris), com magnitude -1,4 (Quanto mais negativa a magnitude, mais brilhante é o astro – Quanto mais positiva a magnitude, menos brilhante é o astro).

Desde 2003, tem circulado pela internet a notícia de uma suposta grande aproximação do planeta Marte. Segundo a notícia, a grande aproximação aconteceria próximo ao final de agosto, e nessa ocasião Marte ficaria com o mesmo tamanho aparente da Lua, isto nunca irá acontecer.
Houve uma grande aproximação de Marte em 27 de agosto de 2003, o planeta vermelho chegou a 55 milhões de km da Terra. Foi a maior aproximação dos últimos 60 mil anos, segundo os cálculos dos astrônomos.
Marte tem duas luas, Phobos e Deimos, mas elas não muito pequenas e não podem ser observadas por telescópios amadores.
Nesta noite astronômica, irá acontecer novamente o triângulo celeste da Lua, Marte e Saturno, sendo o último deste show espacial no mês.  

 



Lua estará iluminada 98% e distante da Terra 399 mil km. Saturno estará distante, 1,35 bilhões de km da Terra.

 

25 de maio – Quarta-feira.
A Lua Cheia ilumina o céu, nascendo por volta das 21 horas na constelação de Sagitário, iluminada 83%.

 

26 de maio – Quinta-feira.
A data dos feriados de Carnaval, Páscoa e Corpus Christi é definida pela astronomia.
A Lua nasce iluminada 74% na constelação de Capricórnio.

 

 

A Lua estará abaixo do sistema estelar Dabih (Beta Capricorni), com magnitude +3,0.
Duas estrelas deste sistema múltiplo podem ser observadas com um simples binóculo.
O sistema Beta Capricorni está localizado 328 anos-luz da Terra.
A mais brilhante deste sistema estrelar, β¹ Capricorni ou Dabih Major , tem uma magnitude aparente de +3,0, enquanto que a sua companheira,  β² Capricorni ou Dabih Minor , tem  magnitude aparente de +6,0.
Dabih Major tem 3 estrelas orbitando ao seu redor e Dabih Minor tem 2 estrelas orbitando ao seu redor, constituindo em um sistema estrelar múltiplo.
A estrela Algedi (Alpha Capricorni) tem magnitude +3,55 e também é um sistema estelar binário.
O nome Algedi é derivado do árabe palavra Al-jady , significando "o bode" ou "criança", e refere-se também a toda a constelação de Capricórnio.

 

29 de Maio – Domingo.
Mercúrio nasce por volta das 5 da manhã a leste. É uma ótima oportunidade de observar o menor planeta do Sistema Solar. Mercúrio é o planeta que mais rápido faz a sua orbita. 

 

Lua na fase Quarto Minguante ou Fase Minguante às 09:13hs da manhã. Neste momento, a Lua estará no céu, visível de dia, iluminada 50%.
 



30 de maio – Segunda-feira.
Marte mais próximo da Terra, distante 75 milhões de Km. Este é o melhor momento para observar e fotografar Marte. Neste momento, Marte estará na constelação de Libra, com magnitude -1,99.

 

 

Em 27 de julho de 2018, esta distância será superada, com Marte chegando a 57 milhões de km da Terra e brilhando no céu com -2,7 de magnitude aparente, superando até o brilho neste momento do brilhante planeta Júpiter !
Neste ano de 2016, o Hubble completou 26 anos em atividade, mostrando imagens incríveis, como esta foto do planeta Marte. No dia 20 de maio de 2000, o Hubble “abriu os olhos” pela primeira vez. Mas, logo os técnicos verificaram que ele estava míope. Uma missão com o ônibus espacial Endeavour na missão STS-61, “colocou óculos” no Telescópio Espacial Hubble (HST), resolvendo o mínimo problema na fabricação do espelho principal.
O telescópio foi batizado com esse nome para homenagear Edwin Powell Hubble (1889-1953), cientista norte-americano que revolucionou a astronomia ao constatar que o Universo estava em expansão.
O tempo de funcionamento do Hubble já ultrapassou o prazo de validade, assim como tudo o que é eletromecânico, uma hora irá apresentar um defeito e neste caso segundo a NASA será irreversível.
Aproveite também para observar e fotografar o “Planeta dos Anéis”, Saturno. 
Nesta semana, Saturno estará em Oposição, no dia 3 de junho, e com magnitude 0.
Um telescópio de tamanho médio, maior de 150 mm vai permitir que você observe os lindos anéis de Saturno e algumas das suas luas mais brilhantes, como Titã, Reia e Dione.

 



BOAS OBSERVAÇÕES NAS NOITES ESTRELADAS DO OUTONO.

Publicado por Israel Mussi

Produtos relacionados com este assunto

0 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Maio 2016"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!