A partir do dia 01 de maio de 2017 até às 23:59hs do dia 30 de maio de 2017, a Loja Tellescópio Acessórios estará realizando uma promoção relâmpago. Será concedido um desconto de até 25% nas câmeras CCD, CMOS e alguns acessórios que levam as marcas QHYCCD e ZWO Optical. Clique aqui e saiba mais!

 

Eventos Celestes Visíveis em Dezembro 2015

No último mês de 2015, teremos vários eventos celestes interessantes de observar a olho nu ou com instrumentos óticos. Os principais eventos serão o cometa C/2013 US10 (Catalina) e a sempre esperada Chuva de Meteoros Geminídeos.
O cometa C/2013 US10 (Catalina) passou pelo periélio solar no dia 15 de novembro e agora o cometa poderá ser observado (possivelmente a olho nu) ou podendo ser registrado para a posteridade em uma astrofotografia durante todo o mês de dezembro.

 

cometa catalina C/2013 US10


Na madrugada do dia 4 de dezembro iremos observar a olho nu a conjunção de Júpiter e da Lua.
Na madrugada de domingo, dia 6 de dezembro, a Lua com luz cinérea passa próxima em distância angular do planeta Marte. Na madrugada seguinte, a Lua passa próxima em distância angular do brilhante planeta Vênus.

O segundo final de semana de dezembro promete ser especial, estaremos na proximidade do pico da chuva de meteoros Geminídeos, sem a presença da Lua no céu.
O planeta Mercúrio volta a ficar novamente visível. A cada dia que passar, o menor planeta o sistema solar estará mais alto no céu, na “dança dos planetas”.
Na madrugada de segunda-feira, 14 de dezembro, irá acontecer o pico da chuva de meteoros Geminídeos, a chuva de meteoros mais ativa o ano.
É esperado até 120 meteoros por hora, conforme informações do IMO (International Meteor Organization).

No sábado, 19 de dezembro, a Lua irá estar a somente 1º de distância angular do planeta Urano. É uma ótima oportunidade para observar o planeta azul, que não pode ser observado a olho nu devido a Poluição Luminosa.
No dia 22 de dezembro tem início o verão no hemisfério sul e o inverno no hemisfério norte.
Na madrugada do dia 31 de dezembro de 2015, a Lua nasce acima do planeta Júpiter.
Na primeira hora de 2016, a Lua e o brilhante planeta Júpiter surgem no céu e abrilhantam o céu. A Lua estará iluminada 59%, abaixo do planeta Júpiter.



TODOS OS HORÁRIOS DOS EVENTOS CELESTES SEGUEM O HORÁRIO DE VERÃO BRASILEIRO.
(GMT-2)

 

2 de dezembro – Quarta-Feira.
A Lua, 60 % iluminada estará próxima em distância angular da estrela Regulus (Alpha Leonis).
Os astros estarão visíveis no início da madrugada.

 

3 de dezembro – Quinta-Feira.
Na madrugada, a Lua faz um triângulo celeste com a estrela Regulus (Alpha Leonis) e com o planeta Júpiter.
A estrela Regulus tem magnitude +1,3 e o planeta Júpiter estará com magnitude -1,9.
Regulus é uma estrela múltipla muito bonita de observar a olho nu ou com um instrumento ótico, a estrela tem cor branca-azulada. 

Esta estrela tem grande importância histórica, pois, há 4 000 anos, os povos do Hemisfério Norte se baseavam nela para registrar a passagem das estações. Para eles, o verão começava quando o Sol nascia na constelação de Leão; isso significa que, nessa época do ano, no momento em que o Sol começava a erguer-se, Regulus estava bem junto ao horizonte, a leste.
Os antigos persas eram ainda mais precisos. Eles dividiam a esfera celeste em quatro partes, correspondentes às quatro estações, e seus marcos eram as estrelas Regulus, Antares, Fomalhaut e Aldebarã, as estrelas-reis, ou guardiãs do céu.
Regulus é um sistema múltiplo de estrelas, composto de quatro estrelas que são organizados em dois pares, ambas giram em torno de um centro comum, presas pela mútua atração gravitacional. A força gravitacional é tão grande que as estrelas ficam com o formato oblato, parecido com uma lentilha. Duas estrelas deste sistema múltiplo pode ser observado com uma simples luneta ou telescópio.
Os astros estarão visíveis a partir das 02:30hs da madrugada até os primeiros raios solares do amanhecer.

 

estrela regulus


A Lua entra em fase minguante às 05:41.

 

4 de dezembro – Sexta-Feira.
A Lua, 41% iluminada estará a somente 1º em distância angular do brilhante planeta Júpiter.
Os astros estarão na constelação de Leão, quase no limite com a constelação de Virgem.

 

Júpiter e luas

 
Início de atividade da chuva de Meteoros Geminídeos, com o pico no dia 14 de dezembro.
Este a melhor chuvas de meteoro para se observar, neste ano de 2015, no dia do pico é esperado a taxa de 120 meteoros/hora.

 

5 de dezembro – Sábado.
Primeiro final de semana propício para a observação do cometa C/2013 US10 (Catalina).

 

 
O cometa estará na constelação de Virgem, 5º abaixo do brilhante planeta Vênus, com a magnitude estimada +4,7, sendo muito difícil a observação a olho nu, mas podendo ser observado com binóculos, lunetas ou telescópios.
O cometa poderá também ser astrofotografado

A Lua com luz cinérea abrilhanta o espetáculo, passando muito próxima ou ocultando a estrela Zaniah (Eta Virginis), com magnitude +3,8 no meio da madrugada. A região sul do Brasil irá observar a ocultação da estrela Zaniah.
A estrela binária Spica (Alpha Virginis), com magnitude +0,9 e o planeta Marte (Mag +1,5) abrilhantam o espetáculo celeste.
Lua no apogeu (mais distante da Terra) às 13 horas. 
O nosso vizinho celeste estará a 404.799 Km da Terra no momento que estará se pondo a oeste, de dia.

 

6 de dezembro – Domingo.
A Lua com luz cinérea estará a somente 2,2º do planeta Marte, os astros nascem às 03:30hs da madrugada na constelação de Virgem.
O cometa C/2013 US10 (Catalina) abrilhanta o espetáculo celeste.
O cometa estará próximo em distância angular da estrela Syrma (Iota Virginis), uma estrela de magnitude +4,0.  A magnitude estimada do Catalina para este dia é de +4,7.

 


7 de dezembro – Segunda-Feira.
Triângulo celeste com o brilhante planeta Vênus (Mag -4.1), a Lua com luz cinérea, iluminada 15% e com a estrela Spica (Alpha Virginis) de magnitude +0,9.
O espetáculo começa às 4 horas da madrugada, sendo visível até o início do amanhecer.
O cometa estará próximo em distância angular da estrela Syrma (Iota Virginis), uma estrela de magnitude +4,0. A magnitude estimada do Catalina para este dia é de +4,8, não podendo ser observado em cidades.

 


9 de dezembro – Quarta-Feira.
O cometa estará muito próximo em distância angular da estrela Syrma (Iota Virginis), com magnitude +4,0.  A magnitude estimada do Catalina para este dia é de +4,8, não podendo ser observado em cidades.
Os astros estarão separados por somente 0,3º em distância angular. 

 

10 de dezembro – Quinta-Feira.
O cometa  continua próximo da estrela Syrma (Iota Virginis), separado da estrela por 0,3º em distância angular.

 

11 de dezembro – Sexta-Feira.
Lua Nova às 08:30hs.

 

12 de dezembro – Sábado.
Sem a Lua no céu continua a temporada de observação do cometa C/2013 US10 (Catalina).

 

 
O cometa Catalina continua na constelação de Virgem, 5º à esquerda do brilhante planeta Vênus e 1,5º à esquerda da estrela Syrma (Iota Virginis), com magnitude +4,0.
Os astros nascem por volta das 03:30hs da madrugada, a leste, sendo observável até o início do amanhecer.

Este será o melhor final de semana para a observação do cometa C/2013 US10 (Catalina), pois o cometa Catalina estará mais alto no céu.
Ao anoitecer, o planeta Mercúrio e a Lua com luz cinérea estará brevemente visível ao anoitecer. A Lua estará iluminada somente 2,2%.
Para observar a Lua e Mercúrio é necessário ter o horizonte oeste livre de obstáculos.

 

 
A cada dia que passar no mês de dezembro, Mercúrio estará mais alto no céu no anoitecer, facilitando a observação a olho nu do menor planeta do sistema solar.
A melhor época para a observação de Mercúrio será no final do ano de 2015.
Aproveite para observar a leste a constelação de Gêmeos nascendo no céu, é neste local o  radiante da chuva de meteoros Geminídeos.

 

14 de dezembro – Segunda-Feira.
Pico da Chuva de Meteoros Geminídeos.

 

 
A chuva de meteoros Geminídeos está ativa do dia 4 até o dia 17 de dezembro.
É esperado até 120 meteoros/hora no dia do pico da chuva de meteoros Geminídeos, conforme informações do IMO (International Meteor Organization), o radiante é na constelação de Gêmeos (daí o nome)
Sem a presença da Lua no céu neste ano de 2015, o espetáculo promete !
Os meteoros não são tão rápidos, viajando no espaço a 35 km/s ou 126.000 km/h.

A constelação de Gêmeos nasce a leste ao anoitecer, com as brilhantes estrelas Castor (Alpha Gemini) e Pollux (Beta Gemini).
O melhor horário para a observação da chuva Geminídeos será no início da madrugada.
Lembrando sempre que para observar uma chuva meteoros, é preferível estar longe das grandes cidades, em um local mais escuro possível. Não utilize qualquer fonte de luz, inclusive celular.

Nesta noite, a Lua passa próxima ou oculta (dependendo da localidade) a estrela múltipla  Dabih (Beta Capricorni), com magnitude +3. 

No estado de São Paulo, a Lua oculta a estrela Dabih ao entardecer, por volta das 19:10hs. A estrela volta a ficar visível por volta das 20 horas.
A estrela Dabib por estar próxima da eclíptica, pode ser ocultada pela Lua e também (raramente) por planetas. Com um simples binóculo ou luneta é possível ver a separação das duas estrelas principais, uma com magnitude +3 e a outra com magnitude +6.
A Lua estará iluminada somente 12% e com luz cinérea, abrilhantando o espetáculo na constelação de Capricórnio.

 



16 de dezembro – Quarta-Feira.
A Lua, iluminada 31% e com luz cinérea oculta novamente uma estrela.
A estrela Ancha (Theta Aquari), com magnitude +4,1 é pouco brilhante e muito difícil de ser observada em grandes cidades.
A estrela será ocultada por volta das 22:20hs, saindo da ocultação por volta das 23:20hs, com a Lua bem baixa no horizonte. No estado de São Paulo a estrela será ocultada.

 

17 de dezembro - Quinta-Feira.
O cometa C/2013 US10 (Catalina) passa pelo Equador celeste, indo em direção ao céu do hemisfério norte, viajando no espaço neste dia a 41.8 Km/s ou 150.480 Km/h na constelação de Virgem.

 

18 de dezembro – Sexta-Feira.
Lua em fase crescente às 13:15hs na constelação de Peixes.

 

19 de dezembro – Sábado.
Aproveite para observar na madrugada  o cometa C/2013 US10 (Catalina). É o último final e semana favorável para a observação do astro, na semana do dia 25, a Lua Cheia irá interferir na observação.
O cometa nasce às 03:30hs da madrugada na constelação de Virgem, sendo observável os primeiros raios do brilho solar.
O planeta Marte estará ao lado da estrela Spica (Alpha Virginis).
O brilhante planeta Vênus estará agora na constelação de Libra, começando a se despedir do céu de madrugada.

 

  
Ao anoitecer, a Lua 65% iluminada irá estar a somente 1º de distância angular do planeta Urano na constelação de Peixes.
Urano, om magnitude +5,7  não pode ser observado a olho nu em cidades.

 


Aproveite para observar o famoso Quadrilátero de Pégaso abaixo da Lua.
 

 

21 de dezembro - Segunda-Feira.
A Lua estará no perigeu, mais próxima da Terra. O nosso satélite natural estará a 368.417 Km da Terra às 06:54hs

 

22 de dezembro – Terça-Feira. (INÍCIO do VERÃO)
As 02:44hs da madrugada tem início o Verão no Hemisfério Sul e o Inverno no Hemisfério Norte.
O alinhamento dos raios solares atinge a Terra diretamente no Trópico de Capricórnio no hemisfério sul.

 


23 de dezembro - Quarta-Feira.
A Lua nasce a leste muito próxima da estrela Aldebaran (Alpha Tauri).
A estrela vermelha é uma das mais brilhantes do céu, com magnitude +0,8.

 

24 de dezembro – Quinta-Feira.
O cometa C/2013 US10 (Catalina) passa da constelação de Virgem para a constelação de Boieiro, nascendo a leste por volta das 4 da madrugada.
Está é a última madrugada favorável para a observação do cometa Catalina!
Quando a Lua estiver se pondo a oeste, o cometa Catalina estará começando a nascer no céu, a leste.
A Lua nasce 99,6% iluminada a Leste por volta das 19 horas e o planeta Mercúrio estará visível a olho nu no anoitecer. O menor planeta do sistema solar estará visível no horizonte oeste até às 21 horas. 
A Lua nasce na constelação de Touro, ao lado da bela constelação de Orion, conhecido pelas estrelas Mintaka, Alnilan e Alnitak.

 



25 de dezembro - Sexta-Feira.
No anoitecer, a Lua quase cheia estará na constelação de Gêmeos.

 
Por volta da 1 da madrugada, nasce a leste o brilhante planeta Júpiter (Mag -2,1), visível a olho nu.
Abrilhantando a noite, a Grande Mancha Vermelha (GMV) e as 4 luas galileanas (Europa, Ganimedes, Io e Calixto) estarão visíveis e neste momento estará acontecendo um eclipse na superfície de Júpiter. Este espetáculo poderá ser observado com binóculos, lunetas e telescópios. Júpiter estará na constelação de Leão, no limite com a constelação de Virgem.
Por volta das 02:30hs da madrugada, o planeta Marte (Mag +1,3) estará ao lado da estrela binária Spica (Alpha Virginis), com magnitude +0,9.

As 04:30hs da madrugada nasce o brilhante planeta Vênus (Mag -4,0), o terceiro astro mais brilhante do céu, só perdendo em magnitude (brilho) para a Lua e para o Sol.
O planeta Vênus estará dentro do quadrilátero da constelação de Libra.
Lembrando sempre que quanto mais negativa a magnitude, mais brilhante é o astro, quanto mais positiva, menos brilhante é o astro.

No final da madrugada nasce o planeta Saturno (Mag +0,5), ao lado da bela constelação de Escorpião e da gigante estrela vermelha Antares com magnitude 1,0. 
Saturno estará na constelação de Ofiúco, próximo da constelação de Escorpião.

Às 05:30hs da madrugada a Lua começa a se por a oeste.
No final da madrugada não custa nada tentar localizar o Cometa C/2013 US10 Catalina. O cometa já estará na constelação de Boieiro, a 10º da estrela binária Arcturus (Alpha Bootes), com magnitude 0 e a quarta estrela mais brilhante do céu noturno. 
O Sol nasce por voltas das 06:30hs, mas nunca observe o Sol com binóculos, lunetas ou telescópios sem o filtro solar. Os danos na visão são permanentes! 

O planeta Mercúrio estará visível a oeste por um breve período. O menor planeta do sistema solar poderá ser visto a olho nu logo após o por do Sol até às 21 horas.
A Lua Cheia nasce ao anoitecer, próxima em distância angular da estrela Alhena (Gamma Geminorum), a estrela simboliza uma das pernas dos gêmeos.
Alhena é a terceira estrela mais brilhante da constelação de Gêmeos, próximo das mais brilhantes Castor e Pollux que estarão abaixo da Lua.
A direita da Lua estará a brilhante estrela Procyon (Alpha Canis Minoris), a 8º estrela mais brilhante do céu noturno, com magnitude +0,38. 

 

 
Com o brilho lunar as estrelas com menor brilho irão desaparecer do céu.

 

28 de dezembro – Segunda-Feira.
Mercúrio na máxima elongação, distante 20º do Sol.
Na última hora do dia, a Lua nasce próxima das estrelas Subra (Omicron Leonis) e da brilhante estrela Regulus (Alpha Leonis).

 

29 de dezembro – Terça-Feira.
A Lua 77% iluminada estará nascendo ao lado da estrela Regulus (Alpha Leonis). 

 

 
Os antigos persas dividiam a esfera celeste em quatro partes, correspondentes às quatro estações do ano, e seus marcos eram as estrelas Regulus, Antares, Fomalhaut e Aldebarã.

 

31 de dezembro – Quinta-Feira.
Na primeira hora do dia, a Lua estará nascendo acima do brilhante planeta júpiter na constelação de Leão.
As 4 luas galileanas estarão visíveis para quem observar com binóculos, lunetas ou telescópios.
Depois do último por do Sol de 2015, o planeta Mercúrio surge no céu no limite das constelações de Sagitário e Capricórnio.

 

 
Por volta das 20:40hs, o menor planeta do sistema solar se despede do céu na última noite de 2015.

 

1 de janeiro de 2016 – Sexta-Feira
Na primeira hora de 2016, a Lua e o brilhante planeta Júpiter surgem no céu. A Lua estará iluminada 59% durante a madrugada.

 

 
Quem possuir um binóculo, luneta ou telescópio poderá aproveitar para observar as 4 luas de Júpiter e a Grande Mancha Vermelha (GMV). As luas Europa e Ganimedes estarão muito próximas em distância angular.
O planeta Júpiter estará na constelação de Leão, quase no limite da constelação de Virgem e a Lua estará na constelação de Virgem.
Na segunda hora de 2016, nasce no céu a estrela Spica e o planeta vermelho, Marte na constelação de Virgem.

As 03:30hs da madrugada, nasce no céu a leste a brilhante estrela vermelha-alaranjada Arcturus (Alpha Alpha Boötis), a quarta estrela mais brilhante do céu noturno, e muito próximo em distância angular da estrela estará o Cometa C/2013 US10 (Catalina), com a magnitude estimada +4,8.
Dificilmente o cometa poderá ser observado em cidades, mas com um binóculo, luneta ou telescópio será possível facilmente observar o astro.
Neste dia, o cometa Catalina estará a 133 milhões de km da Terra, viajando no espaço a 38.7 km/s ou 139.320 km/h.

Por volta das 4 da madrugada surge a o terceiro astro mais brilhante do céu, é o planeta Vênus, a popular “Estrela D’Alva” que só perde em brilho para a Lua e para o Sol.
Vênus estará passando da constelação de Libra para a constelação de Escorpião.
Vênus estará muito próximo em distância angular do sistema múltiplo estrelar Acrab (Beta Scorpii). O sistema Acrab é composto de 6 estrelas, com 2 estrelas podendo ser observadas com binóculos, lunetas ou telescópios. 

Por volta das 5 da madrugada nasce o planeta Saturno, abaixo do brilhante planeta Vênus.
Aproveite para observar com lunetas ou telescópios os lindos anéis de Saturno.
 

 

 

O Ano de 2016 terá vários eventos celestes interessantes!
Um dos mais importantes eventos celestes de 2016, será o Trânsito do planeta Mercúrio pelo disco solar que irá ocorrer em 9 de maio. 
Para observar este Trânsito de Mercúrio é necessário (e obrigatório) ter um filtro solar instalado nos binóculos, lunetas ou telescópios!
Logo no início de janeiro, no dia 9 de janeiro iremos observar a incrível conjunção planetária dos planetas Vênus e Saturno. Os astros estarão separados por somente de 0,1º em distância angular.

 

 

 

 

Publicado por Israel Mussi

1 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Dezembro 2015"

anônimo Em 11 Jan 2016
Licença... Gostaria de saber quando você publica eventos celestes visíveis em janeiro de 2016? Responder este comentário

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!