NOVO LOTE DE ENCOMENDAS - Telescópios e montagens estarão em pré-venda, a partir do dia 20 de Novembro a 20 de dezembro, para formarmos um lote de pedidos. Mais informações sobre o sistema de pré-venda, clique aqui.

PROMOÇÃO - Selecionamos alguns filtros da Optolong para oferecer um desconto de 7%. Compras com pagamento à vista ainda obtém um desconto extra de 5%.

Eventos Celestes Visíveis em Agosto 2016

Agosto terá vários eventos interessantes para observar a olho nú, com lunetas e telescópios.
O Show Celeste dos 5 planetas visíveis a olho nú será visível durante todo o mês. Os planetas não estão alinhados como está anunciando a Grande Imprensa não especiailizada.

Na quarta-feira, 11 de agosto acontece um evento celeste raro - a noite dos 3 Cruzeiros - com a Lua, Saturno, Marte e a estrela Antares (Alpha Scorpii) dando um show no céu em cima (zênite) ao anoitecer.

No dia seguinte, 12 de julho, é o Pico da Chuva de Meteoros Perseidas, mas a Lua 70% iluminada irá atrapalhar a observação. A Perseidas é uma das melhores chuvas de meteoros do ano, mas infelizmente a sua observação não é para o Brasil, pois a constelação de Perseu está mais para hemisfério celeste norte.

No domingo, 21 de agosto, Mercúrio, Vênus e Júpiter dão o show ao anoitecer, formando um triângulo celeste. Outro triângulo celeste será formado no zênite com Marte, Saturno e a brilhante estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii). A Lua irá nascer às 21 horas no céu do Brasil.

No dia 24 de agosto, Marte estará em distância angular muito próximo de Antares (Alpha Scorpii), a brilhante estrela vermelha da constelação de Escorpião. Marte no início do mês entra na constelação de Escorpião novamente.
No final do mês, a partir do dia 26, a Lua nasce no céu da madrugada com luz cinérea. 
No anoitecer do último sábado de agosto, dia 27, acontece a incrível conjunção dos planetas Júpiter e Vênus, com Mercúrio ao lado, formando um triângulo celeste ao anoitecer no céu, parecendo um farol de carro celeste.

 

TODOS OS HORÁRIOS SEGUEM A HORA DE BRASÍLIA.
 


1 de agosto – Segunda-feira.
Lua com Luz Cinérea na constelação de Gêmeos, iluminada 2% e nascendo pouco antes dos primeiros raios solares.



2 de agosto - Terça-feira.
Lua Nova às 17:44hs.
Marte (Mag -0,7) passa da constelação de Libra para a constelação de Escorpião.

 

 


4 de agosto – Quinta-feira.
Lua iluminada 4.2%, visível ao anoitecer com luz cinérea na constelação de Leão.
O brilhante planeta Vênus (Mag -3,9) em conjunção com a estrela Regulus (Alpha Leonis), com magnitude +1,3. Regulus é uma estrela múltipla, observada com lunetas e telescópios, 2 estrelas podem ser observadas.
Vênus está bem brilhante porque está iluminado 96%.
A Lua estará próxima de Mercúrio (Mag +0,8) , distante 1,1º de distância angular.

 



5 de agosto – Sexta-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 9% abrilhanta o espetáculo celeste no anoitecer, com os 5 planetas visíveis a olho nú.
Às 20:00hs, os planetas Mercúrio (Mag +0,9) e Vênus (Mag -3,9) não estarão mais visíveis no céu. A Lua e Júpiter (Mag -1,7) também se despedem no horizonte. Todos os astros estarão na constelação de Leão, com o brilhante planeta Júpiter no limite com a constelação de Virgem.
Vênus estará a somente 0,5º da estrela múltipla Regulus (Alpha Leonis) em uma interessante conjunção para observar com luneta e telescópio.
A Lua cinérea estará próxima da estrela HIP 55434 (Sigma Leonis), com magnitude +4.

 

 

No anoitecer, Marte (Mag -0,7) e Saturno (Mag +0,3) estarão no zênite.
Marte estará próximo da estrela Dschubba (Delta Scorpii), com magnitude +2,3 na constelação de Escorpião.
Saturno estará ao lado, na constelação de constelação de Ofiúco, uma das 13 constelações zodiacais.

 

 

6 de agosto – Sábado.
O terceiro astro mais brilhante do céu, o planeta Vênus, acima da estrela Regulus (Alpha Leonis), com magnitude +1,3.
Vênus só perde em brilho para o Sol e para a Lua.
Vênus estará a 9º de distância angular de Mercúrio e a 13º de distância angular de Júpiter.
A Lua com luz cinérea, iluminada 15% na constelação de Virgem, estará a 8º de distância angular de Júpiter. 

 

 

7 de agosto – Domingo.
Lua com luz cinérea, iluminada 23% próxima da estrela binária Porrima (Gamma Virginis).
A distância das estrelas binária Porrima voltará a ser grande o suficiente em 2020 para serem observadas separadas com um pequeno telescópio ou luneta.
Marte estará muito próximo da estrela Dschubba (Delta Scorpii) na constelação de Escorpião. Dschubba também é uma estrela binária e variável.
Por estar perto da eclíptica, Dschubba ocasionalmente é ocultada pela Lua, ou (muito raramente) por planetas.
 

 

8 de agosto – Segunda-feira.
Último dia da Lua com luz cinérea, iluminada 32%.
A Lua estará a 5,5º da estrela Spica (Alpha Virginis), com magnitude +0,9. 

 


 
Marte e a estrela Dschubba (Delta Scorpii) dão o show no céu no início da noite.  Marte estará a 0,5º da estrela binária e variável.
Marte, Saturno e a brilhante estrela Antares (Alpha Scorpii) estarão formando um triângulo celeste, visível no início da noite no céu.
A Lua estará no meio em distância angular, entre o brilhante planeta Júpiter e o planeta vermelho, Marte.

 

9 de agosto – Terça-feira.
As estrelas Altair (Alpha Aquile) e Vega (Alpha Lirae) estão visíveis no céu ao norte no início da noite.
Lua no Apogeu: Mais distante da Terra, distante 404.262 km às 23 horas.
Neste momento, a Lua estará iluminada 42% na constelação de Libra.

 

10 de agosto – Quarta-feira.
Lua visível no período da tarde, entrando em Fase Crescente às 15 horas.
No anoitecer, a Lua estará na constelação de Libra, iluminada 51%, dentro do Quadrilátero de Libra.

 

11 de agosto – Quinta-feira. A rara Noite dos “3 Cruzeiros”.
Este espetáculo celeste não poderá ser observado nas regiões Norte e Nordeste pois estará muito baixa no céu do anoitecer.
A Noite dos 3 Cruzeiros será formado pelo Cruzeiro do Sul e o asterismo celeste no zênite.
A Lua estará na Constelação de Escorpião, e junto com Marte, Saturno e a estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii) que irão formar um asterismo celeste em formato de Cruz.

 

 
A “Falsa Cruz” estará visível por somente 1 hora, podendo ser observada com o Sudoeste (SO) livre de obstáculos.
A “Falsa Cruz ou Falso Cruzeiro” é um asterismo, sendo formado por duas estrelas da constelação de Vela (Markeb-Kappa Velorum e Delta Velorum) e duas estrelas da constelação de Carina (Avior-Epsilon Carinae e Aspidiske-Iota Carinae).
No Rio de Janeiro o Falso Cruzeiro se põe às 19 horas e a constelação do Cruzeiro do Sul se põe por volta das 23 horas.
Os brilhantes planetas Vênus e Júpiter e o menor planeta do Sistema Solar, Mercúrio estarão fazendo um triângulo celeste no anoitecer. A constelação de Leão começa a se despedir do céu. As 4 luas galileanas estarão visíveis com lunetas e telescópios.

 

 

A Lua, Marte e Antares estarão na constelação de Escorpião, e Saturno estará na constelação de Ofiúco.
Vênus e Mercúrio estarão na constelação de Leão e Júpiter estará entrando na constelação de Virgem. A cada dia que passar, Mercúrio e Vênus estarão indo em direção de Júpiter.

 

12 de agosto – Sexta-feira. Pico da Chuva de Meteoros Perseidas.
 

Foto de Longa Exposição

 

A chuva de Meteoros Perseidas não é favorável para a observação no hemisfério sul, pois a constelação de Perseu é uma constelação do hemisfério norte, próxima do Polo Celeste Norte.
Para quem quiser arriscar e passar frio, a constelação de Perseu nasce a Norte por volta das 2 da madrugada. O melhor horário para a observação é 1 hora antes dos primeiros raios de Sol.
A Lua, 70% iluminada estará atrapalhando a observação das Perseidas em 2016.
A Perseidas produz meteoros brilhantes e rápidos, muitos com trilhas persistentes.

 

 
Cuidado com informações sensacionalistas e hoax da internet falando de centenas de meteoros hora!
A noite, Lua, Saturno Marte e Antares (Alpha Scorppi) fazem um Y Celeste. A Lua e o Saturno estarão na constelação de Ofiúco. 
Os objetos Marte (Ares) e Antares (Anti Ares) estarão na constelação de Escorpião.
Saturno está estacionário na órbita dos planetas.

 

 

14 de agosto – Domingo.
Nesta noite a Lua estará iluminada 86% na constelação de Sagitário.


 

16 de agosto – Terça-feira.
Mercúrio em Máxima Elongação, a 27º do Sol, brilhando com magnitude +1,1.
O melhor momento para observar o menor planeta do Sistema Solar (e o mais difícil de ver a olho nú) no anoitecer.
Depois deste dia, a cada dia, Mercúrio estará mais baixo no céu (diminuindo a Elongação), entrando em Conjunção Inferior (Sol-Mercúrio-Terra) no dia 12 de setembro.

 

 

No início de setembro, Mercúrio começa a se despedir do céu do entardecer, terminando o espetáculo dos 5 planetas visíveis a olho nú.
A Lua estará na constelação de Capricórnio, 97% iluminada.

 

18 de agosto – Quinta-feira. (Eclipse Penumbral da Lua, não visível no Brasil).
Lua Cheia às 06:26 da madrugada. Neste momento, a Lua estará se pondo a oeste.
Eclipse Penumbral (não visível a olho nú e não visível em grande parte do Brasil).
A penumbra da Terra “somente irá raspar” a Lua.
A Lua estará na constelação de Aquário.
Aproveite para observar e fotografar o “Coelho da Lua”.

 

 

21 de agosto – Domingo.
Mercúrio, e os brilhantes planetas Vênus e Júpiter dão o show celeste a oeste ao anoitecer, formando um triângulo celeste.
Mercúrio estará do lado da estrela Upsilon Leonis, com magnitude +4,7 e não visível a olho nú.
Vênus estará do lado da estrela Sigma Leonis, com magnitude +4,0 e não visível a olho nú.

 


 
Outro triângulo celeste será formado no zênite com Marte (Mag -0,4), Saturno (Mag +0,) e a brilhante estrela vermelha Antares (Alpha Scorpii), com magnitude +1,0.
Marte estará no limite da constelação de Ofíuco, apesar de estar quase colado em Antares.
Até o final do mês de agosto, Marte se move nas constelações de Escorpião e Ofíuco na órbita dos planetas.
Saturno estará na constelação de Ofíuco, praticamente parado no céu.

 

 

A Lua, iluminada 82% nasce às 21 horas no Rio de Janeiro.
A Lua estará na constelação de Peixes, ao lado do famoso Quadrilátero de Pégaso.

A Lua estará acima do planeta Urano (Não visível a olho nú), com magnitude +5,7.
 

 

Falta 1 ano para o Eclipse Solar Total que irá cruzar os Estados Unidos de oeste a leste. 
 

 

22 de agosto - Segunda-feira.
Urano (Não visível a olho nú)  a 4º da Lua.
A Lua nasce na constelação da Baleia às 22 horas, 72% iluminada.

 

24 de agosto – Quarta-feira.
Marte muito próximo em distância angular da estrela Antares (Alpha Scorpii). Os astros estarão separados por 1,3º de distância angular. Apesar do planeta vermelho parecer estar na constelação de Escorpião, Marte estará entrando na constelação de Ofiúco, onde também está o  planeta Saturno. 

 

 
 

Antares, Marte e Saturno estarão fazendo uma linha celeste.
No dia 27 de agosto, Marte volta para a constelação de Escorpião.
Visível no noitecer, Vênus começa a se aproximar de Júpiter, distante 3º em distância angular. Ao lado de Júpiter estará o planeta Mercúrio. Os dois planetas começam a se despedir do céu do início da noite.

 

25 de agosto – Quinta-feira.
Lua em fase minguante às 00:41hs.
A Lua nasce 50% iluminada no início da madrugada na constelação de Touro, próxima da estrela Aldebaran (Alpha Tauri) e do famoso Aglomerado das Plêiades (M 45).
O famoso aglomerado das Plêiades é conhecido como Sete Irmãs ou Sete Carneirinhos.
A Ocultação de Aldebaran irá acontecer nos Estados Unidos, México, Ilhas do Pacífico e parte da Indonésia.

 

 


26 de agosto – Sexta-feira.
Lua com luz cinérea iluminada 36% na constelação de Touro.
Visível a partir das 2 da madrugada.
 

 

27 de agosto – Sábado. (Incrível Conjunção dos planetas Vênus e Júpiter)
Incrível conjunção dos brilhantes planetas Vênus e Júpiter. Os astros estarão separados por somente 0,5º no anoitecer.
Vênus é o astro mais brilhante e estará a direita de Júpiter.
Depois do Sol e da Lua, Vênus é o terceiro astro mais brilhante do céu. Depois vem Júpiter como o 4º astro mais brilhante do céu. As vezes Júpiter pode ser superado por Marte, quando o planeta vermelho estiver em Oposição Periélica, e isto irá acontecer em julho de 2018 !
Do lado esquerdo de Júpiter e Vênus, estará o planeta Mercúrio e com dificuldade poderá ser observada próxima de Vênus e Júpiter a estrela Zavijava (Beta Virginis).
Quem possuir luneta ou telescópio poderá observar as 4 luas galileanas e Vênus, em fase iluminado 92% e Mercúrio em fase, iluminado 30%.
O espetáculo celeste poderá ser observado por somente 1 hora, com o horizonte oeste livre de obstáculos!

 

 

28 de agosto - Domingo.
Triângulo Celeste com os planetas Mercúrio, Vênus e Júpiter.
Os astros estarão na constelação de Virgem.
Quase no horizonte irá surgir a estrela Zavijava (Beta Virginis) do lado de Júpiter.
Logo acima de Vênus estará a estrela Spica (Alpha Virginis).


Final do mês de agosto de 2016.
Últimos dias do espetáculo dos 5 planetas visíveis a olho nú, com o espetáculo voltando a acontecer em 2018
No final do mês de julho de 2018, os planetas estarão visíveis novamente no anoitecer.


 

Boas observações!!!

 

Publicado por Israel Mussi

Produtos relacionados com este assunto

R$ 0,00
Comprar
R$ 0,00
Comprar
R$ 0,00
Comprar

0 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Agosto 2016"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!