A partir do dia 01 de maio de 2017 até às 23:59hs do dia 30 de maio de 2017, a Loja Tellescópio Acessórios estará realizando uma promoção relâmpago. Será concedido um desconto de até 25% nas câmeras CCD, CMOS e alguns acessórios que levam as marcas QHYCCD e ZWO Optical. Clique aqui e saiba mais!

 

Eventos Celestes Visíveis em Abril 2015

O outono é uma época do ano excelente para observar o céu. As noites com temperaturas amenas, sem nuvens e com o céu estrelado nos convidam a contemplar o céu noturno.
As belas constelações do Escorpião e Cruzeiro do Sul podem ser observadas por praticamente a noite toda, nos reservando surpresas.

 

Constelação Escorpião
Foto: Marco Aurélio Esparza

 
Após o forte brilho da Lua cheia, nas semanas seguintes o observador do céu poderá observar o lindo espetáculo celeste da Luz Zodiacal ou falso amanhecer.

Trata-se de fenômeno óptico causado por uma finíssima poeira interplanetária, refletindo a luz do Sol. Essa poeira é formada por detritos de cometas e pequenos meteoros, provavelmente originários da própria formação do Sistema Solar.
Nos dias próximos aos Equinócios, podemos observar esse belo fenômeno, que se manifesta como um cone de luz, com uma base na linha do horizonte leste, pouco antes do amanhecer (no Equinócio de Março) ou do horizonte oeste, pouco depois do anoitecer (no Equinócio de Setembro).
Para observar a Luz Zodiacal, escolha uma noite escura, sem Lua, com céu limpo e longe de poluição luminosa, com boa visão do horizonte. E cerca de 1 a 2 horas após o pôr do Sol, ou antes do nascer do Sol. 
Olhe para um brilho difuso, de grande formato triangular que se estende a partir do horizonte (ao longo da eclíptica). O melhor mês para ver a Luz Zodiacal é quando a eclíptica é quase vertical no horizonte.
Quem estudou este lindo fenômeno celeste foi a astrofísico Brian May, guitarrista da banda Queen.

 

luz zodiacal
Foto: Fernando Augusto Lopes

 

Para o hemisfério sul as melhores datas de observação da luz zodiacal são: 23 de março a 8 de maio, e de 6 de agosto a 21 de setembro.
A melhor época para observar a luz zodiacal neste mês será no feriadão de Tiradentes, 21 de abril.
Infelizmente o Brasil não poderá observar o Eclipse Lunar Total do dia 4 de abril, somente no dia 28 de setembro de 2015, todo o Brasil será contemplado com este lindo espetáculo celeste.
Na época do feriadão de Tiradentes (21 de abril), a Lua e o planeta Vênus estarão dando o show celeste ao anoitecer.
No final do mês poderemos observar a chuva de meteoros Liríadas.
Neste mês a astronáutica estará festejando os 25 anos do Telescópio Espacial Hubble (em inglês Hubble Space Telescope – HST), o telescópio espacial foi lançado ao espaço a bordo do ônibus espacial Discovery na missão STS-31 no dia 24 de abril de 1990.
O Hubble ajudou a revolucionar o estudo da astronomia, até hoje, o Hubble já fez mais de 1 milhão de observações. O observador na Terra pode ver o telescópio espacial passando pelo céu como um pequeno ponto brilhante e rápido em determinadas épocas do ano. O telescópio espacial Hubble tem o tamanho de um ônibus escolar e está em média a 500 km acima de nós.

 

telescópio hubble em órbita
Foto: NASA


 

TODOS OS HORÁRIOS ESTÃO NA HORA DE BRASÍLIA.

1 de abril – Quarta-feira.
Lua no apogeu, mais distante da Terra. O nosso satélite estará a 406.012 km da Terra.
Neste dia a Lua estará a constelação de Leão, à direita da brilhante estrela Regulus, com magnitude +1.3.

 

3 de abril – Sexta-feira.
Lua na constelação de Virgem próxima da estrela dupla Porrima, com magnitude +3.4.

 

4 de abril – Sábado. (Eclipse Lunar Total, NÃO VISÍVEL no Brasil).
Lua Cheia às 9:05.
O brilhante planeta Júpiter (Mag -1,8) estará visível ao anoitecer, próximo do aglomerado do Presépio (M 44) na constelação de Câncer.
Quem possuir uma luneta ou telescópio poderá observar as 4 luas galileanas (Calixto, Io, Europa e Ganimedes) e a Grande Mancha Vermelha (GMV) e o trânsito de Io pela Lua ao anoitecer.
Saturno (Mag +0.5) nasce a leste a partir das 21:30 na constelação de Escorpião, ao lado da estrela dupla Acrab (Mag +2.6), que simboliza uma das garras do escorpião.
A Lua em fase Cheia estará próxima da estrela Spica (Mag +0.9), a estrela mais brilhante da constelação de Virgem e a 15º estrela mais brilhante do céu.
Spica é um sistema binário e está a 260 anos-luz da Terra. A estrela principal é uma subgigante  azul. As duas estrelas rotacionam entre si a cada 4 dias, mas a velocidade e o espaço entre elas é tão pequena que a olho nu ou vista com uma luneta ou telescópio, parece ser somente uma.
As estrelas Spica são mutuamente distorcidas através de sua interação gravitacional, tendo o formato de um ovo, as estrelas estão separadas por somente 18 milhões de km. Para efeito de comparação a Terra e o Sol estão separados em média em 150.000 milhões de Km (1 UA).
Este efeito faz com que a magnitude aparente do sistema estelar a variar de 0,03 em um intervalo que coincide com o período orbital.
O nome da estrela Spica significa espiga de milho que a Virgem carrega na mão.
Spica é a estrela que representa o estado do Pará na bandeira do Brasil e está acima da inscrição: Ordem e Progresso.
Muitas pessoas confundem a estrela Spica como sendo a estrela de Brasília !
A estrela que representa o Distrito Federal na nossa bandeira é representada pela estrela Sigma do Oitante, a menor estrela da nossa bandeira e está abaixo da constelação do Cruzeiro do Sul.

 

Eclispe lunar abril 2015

 

O ECLIPSE LUNAR TOTAL DE 4 DE ABRIL de 2015 NÃO SERÁ VISÍVEL NO BRASIL !
Somente uma parte do extremo oeste do Brasil poderá ver o início do eclipse.
Na hora que começar o eclipse, a Lua já baixou no horizonte oeste em quase todo o Brasil.
Somente o estado do Acre e parte do Amazonas e Rondônia irá ver o início do eclipse.
Este eclipse é um da série dos tétrade lunar, O primeiro eclipse total neste tétrade lunar foi em 15 de abril de 2014, o segundo foi em 8 de outubro de 2014, o terceiro será no dia 4 de abril de 2015 e o último da tétrade lunar será no dia 28 de setembro de 2015, este último da série será visível em todo o Brasil.
Em média, os eclipses lunares ocorrem cerca de duas vezes por ano, mas nem todos eles são totais, por isso são raros quatro eclipses lunares totais em sequencia. A próxima tétrade lunar irá ocorrer somente nos anos de 2032 e 2033.

Eclispe lunar visivel apenas em alguns lugares

 

7 de abril - Terça-feira.
Lua acima de Saturno (Mag +0.5) na constelação de Escorpião.

 

10 de abril – Sexta-feira.
Mercúrio em conjunção superior. O menor planeta do sistema solar passa a ser visível no céu do entardecer no final do mês de abril.
Lua próxima do aglomerado M 23, não visível a olho nu.
Nesta noite a Lua estará na constelação de Sagitário, uma região muito linda do céu, um os braços da Via Láctea.
Na última hora do dia, a Lua nasce próxima (em distância angular) do aglomerado M 25, com magnitude +4.6.

 

11 de abril – Sábado.
Vênus (Mag -4.1) próximo do aglomerado das Plêiades (M 45), visível ao anoitecer a oeste até às 20:00 horas.
Aproveite para observar o fenômeno da Luz Zodiacal.

 

12 de abril – Domingo.
Lua em quarto minguante às 0:44 na constelação de Sagitário. Neste mesmo horário a Lua estará nascendo no céu.
Esta região do céu é muito bonita para astrofotografias.

 

17 de abril – Sexta-feira.
Lua no perigeu, mais próxima da Terra. O nosso satélite natural estará a 361,023 km da Terra.
Neste dia a lua estará com luz cinérea, iluminada somente 2,6%, nascendo no final da madrugada, a partir das 5:30.
Início da atividade da chuva de meteoros Liríadas. O pico desta chuva de meteoros será no dia 23 de abril com o término no dia 25 de abril.

 

18 de abril – Sábado.
Lua na fase Nova às 15:57.
Ao anoitecer, o brilhante planeta Vênus (Mag -3.6) estará entre a estrela vermelha Aldebaran (Mag +0.8) e o aglomerado das Plêiades (M 45) na constelação de Touro.
O aglomerado das Plêiades é conhecido popularmente como os sete estrelos ou sete carneirinhos. As Plêiades estarão se pondo no horizonte oeste.

 

21 de abril – Terça-Feira
Lua com luz cinérea próxima a brilhante estrela vermelha Aldebaran e do brilhante planeta Vênus na constelação de Touro.

 

 
As estrelas Aldebaran (Mag +0.8) e Ain (Mag +3.5) são as estrelas que representam os olhos do Touro.
Será um lindo triângulo celeste a ser observado no céu do entardecer, com a despedida da constelação de Touro no céu do anoitecer.

 

23 de abril – Quinta-feira. PICO DA CHUVA DE METEOROS LIRIADAS.
 

 

Para quem gosta de observar este tipo de evento, deve olhar para o norte por volta da meia noite. Contudo, para melhor observar este espetáculo celeste, é necessário estar em um lugar com pouca ou nenhuma poluição luminosa e sem prédios, montanhas ou nuvens no norte, já que a chuva de meteoros ocorre perto do horizonte.
O radiante encontra-se próximo da bonita e brilhante estrela Vega, com magnitude 0 na constelação de Lira.
Quanto mais ao norte estiver o observador no Brasil, melhor a observação do fenômeno.
Neste ano, está prevista a taxa horária zenital prevista de 18 meteoros/hora, podendo chegar a quantidade de 90 meteoros/hora, conforme publicado pela International Meteor Organization (IMO). 
Os meteoros serão brilhantes e rápidos, chegando a 176.000 km/h ou 49 km/s. Esta chuva está associada ao cometa C/1861 G1 (Thatcher).
A Lua neste ano de 2015 não irá interferir na observação da chuva de meteoros Liriadas.
Ao anoitecer a Lua com luz cinérea estará entre as pernas dos gêmeos na constelação que leva o seu nome, visível ao anoitecer até às 21 horas.

 

24 de abril – Sexta-feira. 25 ANOS DO TELESCÓPIO HUBBLE NO ESPAÇO
Aniversário de 25 anos do Telescópio Espacial Hubble ou Hubble Space Telescope (HST). O telescópio espacial foi  um marco em ajudar a revolucionar a astronomia e astronáutica.
O Hubble foi lançado ao espaço pelo ônibus espacial Discovery na missão STS-31.

 

25 de abril – Sábado.
Lua na fase quarto crescente às 20:55.
A Lua estará à esquerda do aglomerado do Presépio (Mag +3.1). O aglomerado pode ser observado a olho nu. O brilhante planeta Júpiter estará próximo.
Nesta mesma hora, o planeta Saturno (Mag +0.3) nasce a Leste na constelação de Escorpião, próximo da estrela dupla Acrab (mag +2.6).

 

 

26 de abril – Domingo.
Lua estará acima de Júpiter (Mag -1.7) na constelação de Câncer.

 

27 de abril – Segunda-Feira.
Lua próxima da estrela Regulus (Mag +1.3) na constelação de Leão.

 

29 de abril – Quarta-feira.
Lua estará no apogeu, mais distante da Terra, distante 405.082 km.
O brilhante planeta Vênus (Mag +3.6) pode ser observado ao anoitecer entre os chifres do Touro na constelação que leva este nome.
Após o planeta Vênus se por a oeste, o planeta Saturno (Mag +0.3) estará nascendo a leste na constelação de escorpião, próximo a estrela Acrab (Mag +2.6).

 

30 de abril – Quinta-feira.
Lua iluminada 90% estará próxima da estrela Zaniah (Mag +38) na constelação da Virgem.
Quem possuir uma luneta ou telescópio poderá observar Júpiter (Mag -1.7) e as 4 luas galileanas na última noite de abril. 


BOAS OBSERVAÇÕES NAS NOITES ESTRELADAS DE OUTONO !

 

Publicado por Israel Mussi

Produtos relacionados com este assunto

0 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Abril 2015"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!