INFORMATIVO - Com o dólar mais estabilizado atualmente,  informamos que já retornamos com as encomendas das câmeras e acessórios das marcas QHYCCD e ZWO Optical normalmente.


Black Friday - Faremos exclusivamente no dia 23 de novembro uma promoção de Black Friday, informamos que apenas alguns itens selecionados estarão cadastrados na promoção. 

Eventos Celestes Visíveis em Maio 2016

Entramos no outono, uma das melhores épocas para a observação. Com as noites amenas, a observação celeste é prazerosa e no mês de maio irão acontecer vários eventos celestes interessantes e a maioria deles irão acontecer nos finais de semana.
Júpiter (Mag -2,2), Marte (Mag -1,5)  e Saturno (Mag 0) continuam dando o show celeste logo no início da noite. Júpiter está na constelação de Leão, Marte na Constelação de Escorpião e Saturno na constelação de Ofiúco. 

 


Os primeiros eventos celestes interessantes serão a Luz Zodiacal, a Lua com Luz Cinérea e a Chuva de Meteoros Eta-Aquáridas, abrilhantando o espetáculo nas noites de final da madrugada.
 

 

No dia 5 de maio é o dia pico da chuva de meteoros Eta-Aquarídeas, uma das melhores chuva  de meteoros de todos os anos e neste ano de 2016,  a Lua, 3% iluminada no dia do pico  não irá atrapalhar na observação.
Após a Lua Nova no dia 6 de maio, nos dias 8, 9, 10 e 11 de maio, a Lua com luz cinérea será visível ao anoitecer.
Na segunda-feira, 9 de maio, teremos raro o Trânsito do planeta Mercúrio pelo disco solar, mas este espetáculo não pode ser observado a olho nu, somente com lunetas e telescópios que devem obrigatoriamente estar equipados com filtro solar para a observação do espetáculo. Mercúrio mede 1/153 do disco solar.

 

 

No sábado, 14 de maio, sábado, é o International Astronomy Day,  uma celebração de astrônomos em contemplarem o céu em todo o mundo.
No dia 15 de maio, acontece a conjunção do brilhante planeta Júpiter com a Lua na constelação de Leão.
Nos dias 21 e 22 de maio, a Lua vai estar em conjunção com os planetas Marte e Saturno, formando um triângulo celeste.
O brilhante planeta Marte estará em oposição no dia 22 de maio. É a melhor época para observar o planeta vermelho e no dia 30 de maio, Marte estará mais próximo da Terra, distante 75 milhões de km.

 

 

A partir do dia 26 de maio, a Lua ilumina o céu. No dia 29, a Lua entra em Fase Minguante.
No dia 30 de maio, o planeta Marte estará mais próximo da Terra e é a semana da Oposição do planeta Saturno.


Durante o mês de Maio a Loja Tellescópio Acessórios oferecerá as câmeras da ZWO Optical com preço reduzido, aproveitem a oportunidade para adquirir uma câmera para realizar astrofotografias: www.tellescopio.com.br/astrofotografia/zwo-cameras

 

Câmeras ZWO




TODOS OS HORÁRIOS ESTÃO NA HORA DE BRASÍLIA.



1º de maio – Domingo.
A Lua iluminada 38% estará com luz cinérea, visível a partir da 1 da madrugada na constelação de Capricórnio. 

 

 

Aproveite para observar em locais sem Poluição Luminosa (P.L.) a Luz Zodiacal.
O fenômeno da Luz Zodiacal é causado pela luz solar refletida em "micro-poeira" interplanetária no plano do sistema solar. 
São partículas que possuem dimensões da ordem de 1 a 350 mícrons, e são provenientes de detritos de cometas e micrometeoróides, que possivelmente são originários da formação do Sistema Solar. 

Para observar a Luz Zodiacal, escolha uma noite escura, sem a Lua no céu, com céu limpo e longe de Poluição Luminosa (PL), com boa visada dos horizontes horizonte leste e oeste. 
E cerca de 1 a 2 horas após o pôr do Sol, ou antes do nascer do Sol. Olhe para o oeste após o por do Sol e para o leste antes do nascer do Sol.
A maioria das pessoas em cidades nunca observou a Luz Zodiacal (L.Z.) porque seu brilho é muito fraco. 
Um céu extremamente escuro e sem o brilho lunar é necessário.
O observador irá ver a Luz Zodiacal com um brilho difuso (tipo uma névoa), como um cone de formato triangular e com cor esbranquiçada que se estende a partir do horizonte (ao longo da eclíptica - linha imaginária no céu onde passa o Sol e próximo, os planetas) até o alto do céu. 

As melhores datas para observar a Luz Zodiacal é quando a eclíptica está quase vertical no horizonte, nas épocas dos dias do outono e dos dias das primavera.
Para o hemisfério sul as melhores datas de observação são: 23 de março (Equinócio de Outono) a 8 de maio, e de 6 de agosto a 21 de setembro (Equinócio de Primavera). 
No outono no hemisfério sul a Luz Zodiacal é melhor observada antes do amanhecer.

 

3 de maio – Terça-feira.
No mês de maio de 2016, o Sol vai dar o espetáculo no dia 9 de maio, com o raro Trânsito do planeta Mercúrio.
Mas, com o Sol, não se brinca em observação solar astronômica!
Uma série de detalhes são necessários para observar o Sol com instrumentos astronômicos.

 

5 de maio – Quinta-feira.
Pico da Chuva de Meteoros Eta-Aquarídeas, uma das melhores chuva de meteoros do ano.
Esta chuva de meteoros é originária do famoso cometa Halley que há 30 anos, em 1986, passou próximo de nós.

 

 
A constelação de Aquário estará visível a leste a partir das 2 da madrugada. É esperado no dia do pico até 40 meteoros/hora, podendo surpreender com 85 meteoros/hora, segundo a IMO (International Meteor Organization).
O melhor horário de observação será às 4 da madrugada, quando a constelação de Aquário estiver mais alta no céu, mas a partir do início da madrugada na região nordeste e por volta das 2 da madrugada na região sudeste e para o restante do Brasil.
Não é preciso luneta ou telescópio para observar qualquer chuva de meteoros. A observação é visual e os brilhantes meteoros da chuva Eta-Aquarídeas, irão riscar o céu a 66 km/s ou 237.600 km/h.
A lua não irá interferir na observação, pois estará iluminada somente 3% e com luz cinérea, nascendo no final da madrugada e abrilhantando o espetáculo. A chuva Eta-Aquarídeos está ativa de 19 de abril a 28 de maio.
Apesar de não estar visível a olho nu, o planeta Urano (Mag +5,9), estará a 4 graus acima da Lua.
A Lua com luz cinérea, estará no perigeu, mais próxima da Terra, distante 357.000 km.

 

6 de maio – Sexta-feira.
Lua Nova às 16:29 horas.

 

8 de maio – Domingo. 
Último dia favorável para a observação da Luz Zodiacal, melhor observada no final da madrugada. 
Nesta madrugada também poderá ser observada a Chuva de Meteoros Eta-Aquarídeas, mas com a taxa horária menor em relação ao dia do pico.
No anoitecer, a Lua 6% iluminada estará com luz cinérea na constelação de Touro. 

 

Caption



9 de maio – Segunda-feira.
Mercúrio em Conjunção Inferior (Sol-Mercúrio-Terra).


 

trânsito de mercúrio 2003

 
Trânsito do planeta Mercúrio pelo Sol, (Não visível a olho nu e não olhe para o Sol!).
Com luneta e telescópio é necessário o Filtro Solar adequado. 
O forte brilho solar observado em binóculo, luneta e telescópio sem o filtro solar causa cegueira permanente! A retina não sente dor!

Utilize a técnica da astrofotografia para registrar o Trânsito de Mercúrio, é muito mais seguro.
Um ditado popular dos astrônomos diz tudo: Com o Sol não se brinca em astronomia.
No disco solar cabem lado a lado 158 planetas Mercúrio, então você irá observar com lunetas ou telescópios com o filtro solar um pequeno “pontinho” passando pelo Sol.
O show celeste começa por volta das 8 da manhã e terá uma duração aproximada de 7 horas e 30 minutos.
O próximo trânsito de Mercúrio será em 11 de novembro de 2019, depois, somente em 2039.
Lua com luz cinérea ao anoitecer, iluminada 13% na constelação de Orion.
A linda constelação de Orion, onde está localizada as populares 3 Marias, está se despedindo do céu do anoitecer. 
Aproveite para observar com binóculos lunetas e telescópios a Nebulosa de Orion (M42), onde está localizada a estrela Hatsya.

 

 
A constelação de Orion volta a ficar visível em agosto, agora no final das madrugadas frias de inverno.

 

10 de maio – Terça-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 21% na constelação de Gêmeos.

 

11 de maio – Quarta-feira.
Lua com luz cinérea, iluminada 31% na constelação de Câncer.
A Lua estará abaixo (em distância angular) do Aglomerado do Presépio (M44).



13 de maio – Sexta-feira. 
No momento que a Lua estiver nascendo a leste, por volta das 14 horas, o nosso satélite natural estará entrando na Fase Crescente.
A Lua pode ser observava sem problemas de dia, com binóculos, lunetas e telescópios.

 

 
Lua próxima da estrela múltipla Subra (Omicron Leonis) e Regulus (Alpha Leonis), e com luneta ou telescópios é possível observar as duas estrelas. Regulus tem magnitude +1,3.

 

 
A Lua estará iluminada 52% a noite e isto prejudica a observação da chuva de meteoros Eta-Scorpídeas, com taxa baixa de 5 meteoros/hora. Talvez tenha sorte de ver algum meteoro, onde estão localizados os planetas Marte e Saturno, na constelação de Escorpião.

 

14 de maio – Sábado. (International Astronomy Day).
Conjunção do planeta Júpiter (Mag -2,1) com a Lua na constelação de Leão.

 

 
O Dia Internacional da Astronomia é um evento anual que destina a fornecer um meio de interação entre o público em geral e os entusiastas da astronomia, grupos de astronomia,  sociedades astronômicas locais e profissionais da área.
O tema do Dia Internacional da Astronomia de 2016 é "Trazer Astronomia para o povo", e neste dia especial da astronomia organizações em todo o mundo irão planejar eventos especiais em planetários, museus e observatórios.
As 4 luas galileanas estarão visíveis com lunetas ou telescópios. A lua Calixto será ocultada por Júpiter, em seguida a Grande Mancha Vermelha (GMV) estará visível e depois a lua Io é ocultada por Júpiter.

 



15 de maio – Domingo. 
Conjunção de Júpiter com a Lua na constelação de Leão. A lua estará iluminada 72% na constelação de Leão.
Reúna a Família para observar o céu. 

 

 
Novamente Júpiter dá o show, mas o espetáculo de suas luas e a GMV somente pode ser observado com lunetas e telescópios.
As 4 luas galileanas e a GMV estarão visíveis no início da noite.
Antes das 22 horas, a Lua Io faz um Eclipse em Júpiter.
No final do dia a lua Europa se aproxima de Io, observada da Terra.


 

 

18 de maio – Quarta-feira.
Lua 92% iluminada, próxima da estrela Spica (Alpha Virginis).
A Lua esta noite estará no apogeu, mais distante da Terra.
Como a Lua atravessa a órbita elíptica ao redor da Terra a cada mês, a sua distância varia em torno de 10%, entre 356.000 km e 405.000 km. Com isto o brilho também varia um pouco, a Lua parece um pouco menos brilhante quando se está mais longe da Terra.

 

20 de maio – Sexta-feira.
A Lua estará iluminada 98%, dentro do quadrilátero de Libra, na constelação de Libra.
A Lua faz um triângulo celeste com os planetas Marte (Mag -2,0) e Saturno (Mag 0).
Marte estará na constelação de Escorpião, próximo em distância angular da estrela binária Acrab (Beta Scorpii) e da estrela Dschubba (Delta Scorpii).
Saturno estará abaixo, na constelação de Ofiúco.

 

 

21 de maio – Sábado.
Triangulo celeste da Lua, Marte e Saturno no anoitecer.
Mercúrio (Mag +3,2), o menor planeta do Sistema Solar começa a ficar visível a leste, antes do nascer do Sol. Visível com o horizonte leste livre de obstáculo às 05:30hs da madrugada.
Mercúrio é o planeta que mais rápido faz a “Dança dos Planetas”. A cada dia que passar, Mercúrio estará mais alto no céu até o final do mês.

 

 

Neste momento, no final da madrugada, a Lua, Marte (Mag -2,0) e Saturno (Mag 0) estarão se pondo a oeste.
Lua entra em Fase Cheia às 21:15.
A noite, Lua estará na constelação de Escorpião, onde também se encontra o planeta Marte. 
Os astros estarão separados por 6º em distância angular.
A Lua, Marte e Saturno estarão fazendo no céu um triângulo celeste. O planeta Saturno estará um pouco distante, separado 11º em distância angular da Lua.

 

 

A estrela binária Antares (Alpha Scorpii) entra de “penetra” no show espacial dos planetas Marte, Saturno e da Lua. A estrela vermelha brilha com magnitude +1. Se for considerar Antares, os astros estarão fazendo um Quadrado celeste no céu.

 

22 de maio – Domingo. 
Marte em Oposição.

 

 

O planeta vermelho estará na linda constelação de Escorpião, muito brilhante, iluminado com magnitude -2,06, e distante da Terra 76 milhões de km. 
Quando qualquer astro estiver na época da Oposição, sua distância em relação à Terra é mínima. 
No dia 30 de maio de 2016, a Terra irá chegar a 75 milhões de km de Marte, a menor distância neste ano, em 27 de julho de 2018, Marte irá chegar a somente 57 milhões de km de distância.

Quando está na Oposição, a Terra rapidamente se aproxima e se afasta de Marte na orbita dos planetas, e assim Marte fica bem brilhante no céu por algumas semanas.
Neste momento, Marte se torna o quinto astro mais brilhante do céu, perdendo em magnitude aparente para os planetas Júpiter (Mag -2,0) e Vênus (Mag -3,9), para a Lua (magnitude oscila todo o dia por causa das fases) e para o Sol (Mag -26.7), o astro mais brilhante do céu.
Nesta época da Oposição, Marte está brilhando mais que a estrela mais brilhante do céu noturno, a estrela Sirius (Alpha Canis Majoris), com magnitude -1,4 (Quanto mais negativa a magnitude, mais brilhante é o astro – Quanto mais positiva a magnitude, menos brilhante é o astro).

Desde 2003, tem circulado pela internet a notícia de uma suposta grande aproximação do planeta Marte. Segundo a notícia, a grande aproximação aconteceria próximo ao final de agosto, e nessa ocasião Marte ficaria com o mesmo tamanho aparente da Lua, isto nunca irá acontecer.
Houve uma grande aproximação de Marte em 27 de agosto de 2003, o planeta vermelho chegou a 55 milhões de km da Terra. Foi a maior aproximação dos últimos 60 mil anos, segundo os cálculos dos astrônomos.
Marte tem duas luas, Phobos e Deimos, mas elas não muito pequenas e não podem ser observadas por telescópios amadores.
Nesta noite astronômica, irá acontecer novamente o triângulo celeste da Lua, Marte e Saturno, sendo o último deste show espacial no mês.  

 



Lua estará iluminada 98% e distante da Terra 399 mil km. Saturno estará distante, 1,35 bilhões de km da Terra.

 

25 de maio – Quarta-feira.
A Lua Cheia ilumina o céu, nascendo por volta das 21 horas na constelação de Sagitário, iluminada 83%.

 

26 de maio – Quinta-feira.
A data dos feriados de Carnaval, Páscoa e Corpus Christi é definida pela astronomia.
A Lua nasce iluminada 74% na constelação de Capricórnio.

 

 

A Lua estará abaixo do sistema estelar Dabih (Beta Capricorni), com magnitude +3,0.
Duas estrelas deste sistema múltiplo podem ser observadas com um simples binóculo.
O sistema Beta Capricorni está localizado 328 anos-luz da Terra.
A mais brilhante deste sistema estrelar, β¹ Capricorni ou Dabih Major , tem uma magnitude aparente de +3,0, enquanto que a sua companheira,  β² Capricorni ou Dabih Minor , tem  magnitude aparente de +6,0.
Dabih Major tem 3 estrelas orbitando ao seu redor e Dabih Minor tem 2 estrelas orbitando ao seu redor, constituindo em um sistema estrelar múltiplo.
A estrela Algedi (Alpha Capricorni) tem magnitude +3,55 e também é um sistema estelar binário.
O nome Algedi é derivado do árabe palavra Al-jady , significando "o bode" ou "criança", e refere-se também a toda a constelação de Capricórnio.

 

29 de Maio – Domingo.
Mercúrio nasce por volta das 5 da manhã a leste. É uma ótima oportunidade de observar o menor planeta do Sistema Solar. Mercúrio é o planeta que mais rápido faz a sua orbita. 

 

Lua na fase Quarto Minguante ou Fase Minguante às 09:13hs da manhã. Neste momento, a Lua estará no céu, visível de dia, iluminada 50%.
 



30 de maio – Segunda-feira.
Marte mais próximo da Terra, distante 75 milhões de Km. Este é o melhor momento para observar e fotografar Marte. Neste momento, Marte estará na constelação de Libra, com magnitude -1,99.

 

 

Em 27 de julho de 2018, esta distância será superada, com Marte chegando a 57 milhões de km da Terra e brilhando no céu com -2,7 de magnitude aparente, superando até o brilho neste momento do brilhante planeta Júpiter !
Neste ano de 2016, o Hubble completou 26 anos em atividade, mostrando imagens incríveis, como esta foto do planeta Marte. No dia 20 de maio de 2000, o Hubble “abriu os olhos” pela primeira vez. Mas, logo os técnicos verificaram que ele estava míope. Uma missão com o ônibus espacial Endeavour na missão STS-61, “colocou óculos” no Telescópio Espacial Hubble (HST), resolvendo o mínimo problema na fabricação do espelho principal.
O telescópio foi batizado com esse nome para homenagear Edwin Powell Hubble (1889-1953), cientista norte-americano que revolucionou a astronomia ao constatar que o Universo estava em expansão.
O tempo de funcionamento do Hubble já ultrapassou o prazo de validade, assim como tudo o que é eletromecânico, uma hora irá apresentar um defeito e neste caso segundo a NASA será irreversível.
Aproveite também para observar e fotografar o “Planeta dos Anéis”, Saturno. 
Nesta semana, Saturno estará em Oposição, no dia 3 de junho, e com magnitude 0.
Um telescópio de tamanho médio, maior de 150 mm vai permitir que você observe os lindos anéis de Saturno e algumas das suas luas mais brilhantes, como Titã, Reia e Dione.

 



BOAS OBSERVAÇÕES NAS NOITES ESTRELADAS DO OUTONO.

Publicado por Israel Mussi

Produtos relacionados com este assunto

0 Comentar para "Eventos Celestes Visíveis em Maio 2016"

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!