IMPORTANTE - Prezados clientes, devido a flutuação acentuada no dólar nos últimos dias, as encomendas das câmeras ZWO e QHY a partir de hoje (23/08), estarão suspensas até novembro! Encomendas já realizadas continuarão sendo processadas normalmente.

Comunicado - Prezados clientes, durante os últimos dias estamos tendo alguns problemas com chamadas para o telefone (62) 99632-9606. Por conveniência e por um período de testes, passaremos a receber chamadas de telefone via whatsapp no mesmo número.

Tutorial EZPlanetary

O tutorial abaixo destina-se ao entedimento e melhor uso do software EZPlanetary na captura de imagens com a QHY5L-II vendida na Loja Tellescópio Acessórios. As dicas neste tutorial também são aplicadas a outras câmeras produzidas pela QHY CCD, que também fazem o uso do EZPlantery.

Tutorial EZPlanetary

1) Menu FILE:

No primeiro menu temos as opções EXIT para sair do programa e SAVE OPTIONS onde são configurados os arquivos a serem gerados durante a captação da câmera, em VÍDEO FORMAT escolha o formato do arquivo de vídeo a ser gerado, temos 5 formatos de vídeo, sendo que os formatos SER e FIT só são utilizados quando a câmera está no formato RAW (em P&B); os formatos BMP e TIF na verdade não geram um arquivo de vídeo, mas uma sequência de imagens que depois podem ser selecionadas e empilhadas pelo AS!2, basta selecionar no windows explorer todas as imagens e arrastar para dentro da janela do AS!2, o formato AVI é o mais utilizado por ser colorido e fácil de abrir e processar em qualquer software de empilhamento ou edição de imagem, mas não é o formato mais compacto, o formato mais compacto é o SER e tem excelente qualidade de imagem, o único porém deste formato é que por ser um formato em P&B é preciso utilizar a ferramenta Debayer, que é um processo onde os vários tons de cinza são transformados em cores RGB, o AS!2 faz isso! 

Em SNAP SINGLE FRAME FORMAT escolha o formato para capturas de imagens únicas, sendo o 
TIFF mais recomendado, por ser reconhecido pela maioria dos programas de tratamento de imagem e também por não ter perda de dados por efeito de compactação. 

Em SELECT WORKING FOLDER escolha entre a opção de salvar na pasta pré-escolhida ou escolha outra pasta para salvar os arquivos. As 2 opções seguintes podem ser mantidas conforme padrão do programa, e definem as subpastas onde os arquivos serão salvos e o nome padrão dos arquivos, respectivamente. A última opção é a mais importante, porque define a quantidade de frames a conter no arquivo de vídeo, é mandatório tentar conseguir a maior quantidade de frames possíveis em um vídeo, com o intuito de obter melhores resultados finais, mas existe um limite de 2Gbytes no tamanho do arquivo, sendo que a quantidade de frames máxima para esse tamanho de arquivo vai depender fundamentalmente do tamanho da imagem (resolução) e a velocidade de captura do vídeo em FPS (frames per second ou quadros por segundo) - essa velocidade vai ser definida pelo tipo de conexão USB do seu computador e configurações do programa.

2) Menu CAMERA:

Esse é o menu mais simples, depois de conectar a câmera a porta USB do computador vai aparecer neste menu a opção com o nome da câmera (neste caso QHY-5LII) e em um submenu vão aparecer as opções de resolução da câmera, lembrando que quanto maior a resolução menor será a velocidade de captura (FPS). Uma vez escolhida a resolução, para alterá-la é necessário clicar novamente no menu sobre a resolução escolhida desmarcando a opção, e clicar na nova resolução escolhida através do menu.

3) Menu FAVORITE:

SHOW TIME STAMP: registra a data e horário da foto ou vídeo. Esse recurso também é importante para registro de ocultação de estrelas por outros corpos do sistema solar, onde o registro de tempo, frame a frame é necessário.

SHOW OSD: mostra uma mira no centro da tela para ajudar a centralização do astro visualizado pela câmera.

HIGH PRIORITY DISK WRITE: prioriza a gravação do vídeo no disco rígido do computador, aumentando um pouco a taxa de transmissão em FPS da captura. É importante dizer que aumento de FPS tem um limite que é a conexão USB do computador utilizado, e nem sempre essa opção ligada vai traduzir em ganho real de velocidade. Em testes realizados na resolução de 800x600, a velocidade de captura aumentou de 26 fps para 32 fps, ou seja um aumento de 23% na velocidade.

QUALITY FILTER SETTING: ajuda no monitoramento da qualidade da imagem, basicamente nitidez e foco, sendo que essas características podem ser prejudicadas pelas condições atmosféricas de visualização. Na prática uma curva em U ou V de cabeça para baixo sugere uma baixa qualidade na imagem ou foco e uma linha mais contínua sugere uma boa nitidez e foco. Veja abaixo um exemplo de gráfico para uma captura com excelente nitidez:


4) Menu CAMERA SETUP:

COLOR/MONO: É possível escolher entre modo monocromático (RAW) ou colorida (RG , GR ou GB), normalmente é utilizado a opção GR, embora isso não influencie no resultado afinal, apenas define que os canais green e red podem ser alterados manualmente, sendo que para Saturno essa opção parece melhor por ter condição de diminuir o vermelho que as vezes aparece muito alto no balanço de brancos.

14 BIT IMAGE: Altera o modo de captura da câmera para 14 bits, que é muito superior ao modo de captura de 12 bits (padrão da câmera), na prática o modo de 14 bits permite um leque maior de tons de cinza e consequentemente uma maior fidelidade e profundidade dinâmica das imagens capturadas, obviamente que a utilização dessa opção reduz a velocidade de captura além de as imagens serem monocromáticas. 

HIGH SPEED READOUT - Essa opção é importantíssima porque acelera o hardware da câmera para aumentar a velocidade de captura, aumentando o FPS do vídeo gerado. Valendo ainda a consideração feita anteriormente no que tange ao limite de taxa de transmissão da porta USB e que não pode ser ultrapassado. Em alguns testes realizados na resolução de 800x600 aumentou a velocidade de 20 fps para 26 fps ou seja um aumento de velocidade de 30%.

CAMERA ADVANCED SETTING:

- REDUCE USB TRAFFIC: Como o próprio nome diz, reduz a velocidade de captura através da redução de tráfego de dados na porta USB, quanto menor o valor desta variável maior será a velocidade da porta USB; e quanto maior o valor desta variável menor será  a velocidade na porta USB. Em testes realizados a velocidade de frames duplicou de 10 para 20 FPS, em resolução de 800x600 e simplesmente alterando o valor desta variável de 0 para 30. O valor padrão para este item já é 0 e o aumento deste será melhor percebido em computadores antigos em que faz-se necessário diminuir a velocidade no tráfego da porta USB por gargalos de processamento, memória ou na própria porta USB.

OFFSET: Determina o patamar de corte do nível de sinal que a câmera processa para gerar as imagens, ou seja quanto menor o valor maior será a quantidade de informações que o sensor irá registrar, e com o inconveniente de gerar mais ruído e artefatos na imagem, e quanto maior o valor de OFFSET menor será a quantidade de luz captada - gerando um maior contraste na imagem mas pode não captar astros e detalhes mais tênues na imagem. OFFSET varia de 0 a 100.

HDR MODE: altera para o modo de alta resolução, geralmente é utilizado junto com o modo de 14 bits para dar mais profundidade e detalhe a captura.

HIGH GAIN BOOST: Aciona um ganho extra na câmera para conseguir um incremento na exposição geral das imagens capturadas. Geralmente utilizado em capturas com aumento (distância focal) muito alto, como por exemplo o uso de 2 barlows empilhadas de 5X e 2X ou powermate 5X, reduzindo desta forma a quantidade de luz que chega no sensor da câmera. Este recurso tem o incoveniente de gerar muito ruído e artefatos (manchas e defeitos na imagem por excesso de ruído e calor no sensor). A dica aqui é utilizar junto com este recurso os dark frames para eliminar o ruído e artefatos.

LONG EXPOSURE MODE: Utilizado para produzir fotos de longa exposição (até 40 segundos). O tempo de exposição será maior caso seja utilizado outro software de captura, por exemplo MAXIM DL.

Menu SCREEN ZOOM:

Define o tamanho da janela de visualização do software, embora pareça algo sem muita função, é muito importante certificar-se sempre que todo o campo de captura da câmera aparece na tela, pois pode acontecer de o astro aparecer em um canto da janela de visualização não visível na tela e isso dificulta incrivelmente a localização de um astro com o telescópio no início da sessão.

5) Menu TOOL:

GUIDE INTERFACE TEST: Permite regular a câmera para utilização com sistemas de guiagem (acompanhamento de astros pelo telescópio).

DARK FILED CORRECTION: Controla a aquisição de imagens de dark frames para redução de ruído das imagens.

LIVE BROADCAST: Permite a transmissão ao vivo das capturas em execução, é necessário driver WDM para utilizar este recurso.

SHOW LOGO: Permite configurar e apresentar nas imagens um logo padrão do astrônomo.

RETICLE: Colocar um retículo (mira com linha duplas) na tela para permitir alinhamento polar pelo método drift.


 

MENU LATERAL E INFERIOR DO EZPLANETARY:

1- GANHO: determina o valor de ganho do sensor da câmera, quanto maior o valor de ganho mais sensível fica o sensor da câmera e consequentemente irá aumentar a exposição da imagem, pode também produzir um pouco de ruído e saturação na imagem, deve-se dar preferência a aumentar o tempo de exposição primeiro para depois alterar o ganho.

2- TEMPO DE EXPOSIÇÃO: determina o tempo de exposição em milissegundos, deve-se ajustar até encontrar o nível de exposição adequado para a imagem.

3- GAMMA: determina a quantidade de brancos na captura, gerando uma falsa sensação de aumento de exposição mas pode acarretar em perda de detalhes, deve-se evitar utilizá-lo, dar preferência em aumentar o ganho e tempo de exposição.

4- SNAP E REC - SNAP: clique neste botão para tirar uma foto instantânea. REC: clique neste botão para iniciar a captura do vídeo e clique novamente para terminar o vídeo ou espere até que se atinja o número de frames ou tempo pré-determinados anteriormente.

5- COLOR BALANCE: permite regular manualmente e individualmente cada canal de cor, a opção GLOBAL WB permite que o software determine automaticamente o balanço de branco conforme imagem captada; a opção SPOT WB quando selecionada permite que se defina o cinza 18%(*) na imagem utilizando um duplo clique sobre uma área da imagem.
*-cinza 18% em fotografia representa o tom médio de referência a partir do qual o sensor da câmera utiliza para definir todo o alcance dinâmico de todos os outros tons da imagem, veja os exemplos abaixo:

Global WB - apresenta um excelente balanço de branco onde o céu é realmente azul e o aço do para-raio aparece em tom de cinza metálico.

Global WB - selecionada a área do para-raio gerando um cinza 18% artificial no metal considerando que a a luz de sol era de fim de tarde, mudando também o azul do céu para um azul muito forte para um fim de tarde.

Global WB feito agora no céu, fazendo com que o céu apresente um artificial tom de cinza 18% e fazendo também que o metal apresente um tom muito dourado e errôneo.

 

6- FOCUS AID: auxilia na regulagem do foco do telescópio através das ferramentas: EDGE e FWHM.

EDGE: depois de selecionado , clique 2 vezes sobre o local da imagem que quer examinar o foco e comece a regular o foco utilizando o focalizador, o foco vai estar ajustado quando aparecer o maior valor possível, durante o dia o foco estava em valores próximos de 100, em captações a noite estes valores serão muito menores. Essa opção é mais utilizada para testar o foco em astros de grande campo e não é recomendado para estrelas ou luzes pontuais.

Focus aid , opção EDGE, o retângulo verde representa a área escolhida para testar o foco e o valor de 100 mostra que a imagem está no foco certo.

 

FHWM - Este método é indicado para focagem de estrelas e luzes pontuais, ao contrário do método EDGE, quanto menor o valor que aparece na tela indica que mais focada está a imagem.

Método FWHM com focagem ruim e valor em 180.

Método FWHM com focagem correta e valor em 134.

 

7- HISTOGRAM - serve para ajudar na regulagem correta da exposição da imagem, tem também 2 opções HIST e OSC.

HIST: apresenta um gráfico que quando está muito para a direita a imagem apresenta excesso de brancos (super-exposta) e o gráfico para esquerda a imagem está muito escura (sub-exposta). Veja os exemplos abaixo:

Gráfico com o gráfico um pouco deslocado para direita e representa uma super exposição na cena.

Gráfico para a esquerda no histograma representa imagem muito escura.

 

HISTOGRAMA OSC: é uma outra representação da exposição da cena, mas tem o mesmo princípio do método HIST.

8- DISPLAY LUT - tem vários filtros eletrônicos que simulam diversos filtros e tipos de câmera.

Filtro Thermal Picture

 

9- No rodapé da tela e a esquerda tem a velocidade em FPS da captura do vídeo.

10- No rodapé da tela e a esquerda aparece o percentual livre no HD do computador para geração de vídeos, assim como o valor em megabytes livre.

11- Ao lado do espaço livre aparece o formato de vídeo escolhido, clicando-se 2 vezes sobre o formato é possível trocá-lo sem ter que acessar o menu.

12- Em length é possível ver o tamanho do arquivo de vídeo.

13- No canto direito inferior é possível ver o caminho da pasta onde são salvos os vídeos e imagens, para alterar esta pasta basta clicar 2 vezes sobre o caminho especificado e escolher um novo caminho.

 

Considerações finais:

- Fiquem atentos a regulagem dos balanços de brancos, normalmente clicando-se uma vez sobre GLOBAL WB é o suficiente, e em outras circunstâncias é necessário um ajuste fino em cada canal de cor para obter uma maior fidelidade das cores.

- Para aumentar a velocidade de captura em FPS, existem 4 comandos a executar:
a) Clicar na opção HIGH PRIORITY DISK WRITE no menu FAVORITE.
b) No menu CAMERA SETUP clicar na opção HIGH SPEED READOUT.
c) Também no menu CAMERA SETUP clicar na opção ADVANCED SETTINGS e reduzir a variável  USB TRAFFIC para 0.
d) E a última opção é reduzir a resolução.



 

 

Autoria: Rômulo Gomes Queiroz
Fonte: http://www.astronomiaemvix.blogspot.com.br/

Publicado por Israel Mussi

1 Comentar para "Tutorial EZPlanetary"

Fernando Gabriel Cardoso Em 29 Dec 2014
Parabéns Israel pelo ótimo tutorial, adoro esta câmera, é a minha predileta em astrofotografia planetária. Veja as fotos que venho conseguindo com ela: https://www.flickr.com/photos/telescopioscia/sets/72157639668247206/ Responder este comentário

Escreva um comentário

Seu Nome:


Digite o código da caixa abaixo:

Seu Comentário:
Nota: HTML não está traduzida!